Buscas

Marinha encontra corpos de dois desaparecidos da embarcação que naufragou a caminho de Fernando de Noronha

Dois dos tripulantes seguem desaparecidos e as buscas continuam

Cássio Oliveira
Cadastrado por
Cássio Oliveira
Publicado em 24/06/2022 às 20:17 | Atualizado em 24/06/2022 às 20:28
REPRODUÇÃO
"Thaís IV" costumava atracar no Porto do Recife a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

A Marinha do Brasil informou, nesta sexta-feira (24), que encontrou dois corpos dos quatro tripulantes desaparecidos da embarcação de carga "Thais IV".

"O Navio Patrulha Grajaú demandará o Porto do Recife transportando os dois corpos, com previsão de atracação às 6h do sábado (25)", informou a Marinha.

A embarcação naufragou na quarta-feira (22), a aproximadamente 111 km de Cabedelo, na Paraíba, quando estava a caminho do arquipélago de Fernando de Noronha.

Agora, dos oito tripulantes que estavam no barco, dois seguem desaparecidos. De acordo com a Marinha, o Navio Patrulha Guaíba e a aeronave C-105 Amazonas permanecerão na área de busca.

A identidade dos corpos encontrados nesta sexta-feira ainda não foi informada.

Os tripulantes resgatados com vida são o marinheiro de máquinas, dois marinheiros de convés e o cozinheiro. Eles foram trazidos até o Porto do Recife na manhã de quinta-feira (23) no Navio Mercante “Nazenin”.

 Segundo a Marinha do Brasil, os náufragos resgatados encontravam-se, aparentemente, "em bom estado de saúde" e foram encaminhados para avaliação médica.

Segundo o Porto do Recife, o navio, chamado "Thaís", atracava na capital pernambucana a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha.

Assim, às 14h20 de terça-feira (21), saiu do ancoradouro com 100 toneladas de cargas diversas para abastecimento da Ilha, e deveria ter chegado ao destino por volta das 6h desta quinta-feira (23).

A empresa responsável pelo barco, a Jaqueline Transportes, afirma estar acompanhando as buscas e prestando assistência aos resgatados. "Desde ontem estamos em contato com a Marinha, prestando esclarecimentos pare tentar resgatar todos os tripulantes", disse o gerente de operações Bartolomeu Aguiar.

A Marinha abriu um inquérito para apurar causas e as circunstâncias do ocorrido.

 

 

Comentários

Últimas notícias