TEMPO

CHUVAS EM PERNAMBUCO: Inmet alerta para perigo até esta terça-feira (5); veja cidades em risco

O volume de chuva é capaz de provocar alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios nas áreas que estão dentro do alerta de perigo

Amanda Azevedo Lucas Moraes
Cadastrado por
Amanda Azevedo
Lucas Moraes
Publicado em 04/07/2022 às 17:26 | Atualizado em 04/07/2022 às 17:53
SIDNEY LUCENA/JC IMAGEM
Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco, na manhã desta segunda-feira (4) - FOTO: SIDNEY LUCENA/JC IMAGEM
Leitura:

A chuva forte em cidades de Pernambuco tem previsão de se manter até terça-feira (5). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de chuva entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia.

O volume de chuva é capaz de provocar alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios nas áreas que estão dentro do alerta de perigo. 

Chuva acumulada em Pernambuco

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), nas últimas 24h - até as 17h, o maior volume de chuvas foi registrado em Bonito (67,76mm); Cortês (55,42mm); Gameleira (53,60mm); Amaraji (46,12mm) e Barra de Guabiraba (45,65mm).

Veja os municípios que estão no alerta de perigo do Inmet

  • Abreu e Lima
  • Água Preta
  • Amaraji
  • Araçoiaba
  • Barra de Guabiraba
  • Barreiros
  • Belém de Maria
  • Bonito
  • Cabo de Santo Agostinho
  • Camaragibe
  • Catende
  • Chã de Alegria
  • Chã Grande
  • Cortês
  • Escada
  • Feira Nova
  • Gameleira
  • Glória do Goitá
  • Goiana
  • Gravatá
  • Igarassu
  • Ilha de Itamaracá
  • Ipojuca
  • Itapissuma
  • Jaboatão dos Guararapes
  • Jaqueira
  • Joaquim Nabuco
  • Lagoa de Itaenga
  • Lagoa dos Gatos
  • Maraial
  • Moreno
  • Olinda
  • Palmares
  • Passira
  • Paudalho
  • Paulista
  • Pombos
  • Primavera
  • Recife
  • Ribeirão
  • Rio Formoso
  • Sairé
  • São Benedito do Sul
  • São José da Coroa Grande
  • São Lourenço da Mata
  • Sirinhaém
  • Tamandaré
  • Vitória de Santo Antão
  • Xexéu

Chuvas em Pernambuco deixam 5,9 mil desalojados e 1 mil desabrigados

A Secretaria Executiva de Defesa Civil do Estado (Codecipe) registrou até o momento 1.085 pessoas desabrigadas e 5.988 desalojadas em todos os municípios atingidos.

O número de cidades afetadas pelas chuvas que tiveram início no dia 1º de julho subiu para 29. As cidades que registraram danos e prejuízos foram:

  • Águas Belas
  • Água Preta
  • Angelim
  • Barreiros
  • Belém de Maria
  • Bom Conselho
  • Brejão
  • Caetés
  • Capoeiras
  • Canhotinho
  • Catende
  • Correntes
  • Cortês
  • Escada
  • Garanhuns
  • Iati
  • Itaíba
  • Jaqueira
  • Jurema
  • Jupi
  • Lagoa do Ouro
  • Maraial
  • Palmares
  • Palmerina
  • Quipapá
  • Rio Formoso
  • Saloá
  • São Benedito do Sul
  • Tamandaré

Até o momento, 15 cidades já encaminharam os Decretos Municipais de Situação de Emergência à Secretaria Executiva de Defesa Civil do Estado. Estão na lista os municípios: Água Preta, Angelim, Barreiros, Belém de Maria, Bom Conselho, Caetés, Capoeiras, Catende, Correntes, Itaíba, Jaqueira, Maraial, Palmares, Saloá e São Benedito do Sul. Esse número pode subir porque os municípios ainda estão em fase de levantamento dos danos e prejuízos.

A Codecipe orienta que a população não ultrapasse as áreas inundadas e alagadas e sigam todas as recomendações da Defesa Civil Municipal, mantendo-se em alerta, sobretudo nas áreas ribeirinhas e de risco. A Central permanece com atendimento 24h através dos telefones 3181-2490 e 199.

Comentários

Últimas notícias