MINISTÉRIO

"Estou trabalhando aqui", diz Mandetta em resposta a Bolsonaro

O presidente disse, em entrevista, que "está faltando um pouco mais de humildade" em Mandetta

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 02/04/2020 às 21:24
Notícia
ISAC NÓBREGA/PR
Luiz Henrique Mandetta é o ministro da Saúde, ainda - FOTO: ISAC NÓBREGA/PR
Leitura:

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta foi simples e objetivo para responder as críticas do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que disse faltar humildade em Mandetta. Em resposta, o ministro da Saúde disse que estava trabalhando e que não viu a entrevista de Bolsonaro. "Não achei nada, não. Não estou sabendo de nada não. Estou trabalhando aqui", informou.

Quando foi questionado se não queria saber do que foi dito, Mandetta respondeu: "OK, vamos trabalhar. Lavoro, lavoro, lavoro (que significa "trabalho" em italiano)".

>> Bolsonaro quer demitir Mandetta. E Mandetta não quer ficar. Mas terão que se aguentar

"Está faltando um pouco mais de humildade para ele"

Em uma entrevista concedida ao programa da Jovem Pan Os Pingos nos Is, o presidente Bolsonaro foi perguntado se pensa em demitir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O líder brasileiro aproveitou o momento para disparar: "Está faltando um pouco mais de humildade para ele (Mandetta)".

"Mandetta quer fazer muito a vontade dele (no combate ao coronavírus). Pode ser que ele esteja certo. Pode ser, mas está faltando um pouco mais de humildade para ele. Neste momento difícil que o Brasil se encontra, precisamos dele para vencer essa batalha”, disse Bolsonaro.

>> Ministério da Saúde confirma que Brasil já tinha morte por coronavírus desde janeiro

>> Veja a diferença entre a UTI do coronavírus e a UTI tradicional

>> Curado do coronavírus, Alcolumbre elogia medidas de isolamento social

>> Brasil tem quase 8 mil casos confirmados de coronavírus e 299 óbitos

>> Pernambuco registra nove mortes e 106 casos de coronavírus

Outro ponto que o presidente criticou o ministro foi sobre o isolamento. Mandetta defende a quarentena horizontal (quando pede para que toda a população fique em casa) para o combate ao novo coronavírus, coisa que Bolsonaro é claramente contra. O presidente afirmou que "não pretende demiti-lo (Mandetta) no meio da guerra (combate ao coronavírus), não deixando claro a sua posição sobre a permanência de Mandetta na Saúde.

"Eu não pretendo demiti-lo no meio da guerra, agora, em algum momento, ele (Mandetta) extrapolou. Ele sabe que tem uma hierarquia entre nós. Eu sempre respeitei todos os ministros. O Mandetta também, porque ele montou um ministério de acordo com a sua vontade. A gente espera que ele dê conta do recado agora. No meio do combate não tem problema. Não é uma ameaça para o Mandetta não. Se ele se sair bem, sem problema, agora, nenhum ministro meu é indemissível, nenhum, explicou.

Confira a entrevista de Bolsonaro ao programa Os Pingos nos Is

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias