repúdio

Após fazer piada com marca, associação critica Bolsonaro; saiba o que é Tubaína

A Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras) publicou uma nota de repúdio à "piada" feita pelo presidente da República em entrevista na última quarta-feira (19)

Alice Albuquerque
Alice Albuquerque
Publicado em 20/05/2020 às 16:51
Notícia
Valter Campanato/Agência Brasil
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - FOTO: Valter Campanato/Agência Brasil
Leitura:

A Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras) publicou uma nota de repúdio à "piada de mau gosto" feita pelo presidente da República na última terça-feira (19), durante uma live com o colunista Magno Martins.

» Bolsonaro diz que novo protocolo para uso de cloroquina será assinado nesta quarta-feira (20)

Mais uma vez, defendendo o uso da cloroquina no combate ao coronavírus, o chefe de Estado ridicularizou a marca de refrigerante. "Quem é de direita, toma cloroquina; quem é de esquerda, Tubaína".  O presidente ainda completou, em tom de piada, "você viu como eu sou educado?" e repetiu a frase. A Afrebras lembrou que a piada foi feita justamente no dia em que o Brasil registrou 1.179 mortes causadas no País.

» Bolsonaro ironiza resultado de exame positivo para coronavírus de Paulo Câmara

Na nota de repúdio, o presidente da Afrebras, Fernando Rodrigues de Bairros, também pediu que Bolsonaro revogue o decreto 10.254/2020, que cobra o valor do crédito tributário de 4% para 8%. "Se o presidente Bolsonaro, de fato, se preocupa com o Brasil, agora é a hora de acabar de vez com a concessão de benefícios fiscais para multinacionais na Zona Franca de Manaus e reverter o dinheiro para o combate ao coronavírus", insinuou. 

Veja a nota de repúdio:

A Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil) repudia a infeliz declaração do presidente Jair Bolsonaro dizendo que “quem é de direita toma cloroquina; quem é de esquerda, tubaína”, no mesmo dia em que o país registrou, pela primeira vez, mais de mil mortes por coronavírus em 24 horas. A entidade defende que o governo, em vez de politizar o uso do medicamento, deve acabar com as regalias fiscais milionárias concedidas a multinacionais de bebidas na Zona Franca de Manaus, para amenizar o momento de crise econômica agravada pela pandemia no país.

A declaração de Bolsonaro foi proferida nesta terça-feira (19), durante uma live. A Afrebras representa mais de 100 indústrias de bebidas regionais no Brasil, entre as quais os produtores de tubaína. Boa parte das fábricas regionais está se mobilizando para fazer doações de alimentos e álcool em gel a comunidades pobres para tentar diminuir os impactos da crise. A entidade destaca que vários hospitais ou leitos de hospitais de campanha poderiam ser construídos com o dinheiro da farra de benefícios fiscais.

O que é Tubaína?

Tubaína é um refrigerante regional de Piracicaba, interior de São Paulo, à base de guaraná, com flavorizantes e aromatizantes de tutti-frutti.

A Tubaína foi criada em 1890 por José Miguel de Andrade, proprietário da fábrica de licores e vinagres Andrade. A Tubaína tem um custo baixo e, por isso, é muito popular no interior de São Paulo. 

Comentários

Últimas notícias