HISTÓRICO

Novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, já defendeu o castigo físico para crianças

Numa pregação, o ministro usou um versículo bíblico, que diz "Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo"

Thalis Araújo
Cadastrado por
Thalis Araújo
Publicado em 10/07/2020 às 23:10 | Atualizado em 10/07/2020 às 23:17
REPRODUÇÃO
Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Depois que Milton Ribeiro foi nomeado pelo presidente Bolsonaro como o novo ministro da Educação, nesta sexta-feira (10), as redes sociais não pararam no quesito de busca pelo 'histórico' do pastor. Alguns vídeos passaram a circular onde Milton aparece defendendo que as mães eduquem seus filhos através de castigo físico. Em outro, ele diz que o pai deve "impor" a direção que a família deve tomar.

>> Novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, fala em 'pacto nacional' pela qualidade da educação

>> Pastor Milton Ribeiro é nomeado ministro da Educação

Uma das gravações foi feita durante uma pregação de Ribeiro numa igreja Presbiteriana, em abril de 2016, com o título "A Vara da Disciplina", ele ensina as mães a manter seus filhos em um bom caminho. "Essa ideia que muitos têm de que a criança é inocente é relativa", diz ele. No sermão, o agora ministro ainda diferencia o castigo e a disciplina, citando um trecho da Bíblia Sagrada. "Castiga o teu filho enquanto há esperança, mas não te excedas a ponto de matá-lo", afirma, usando o versículo de Provérbios 19:18.

Depois, o pastor afirma que "um tapa de um homem ou uma cintada de uma mulher podem ser muito mais fortes que uma criança pode suportar". Logo após, ele observa: "Não estou aqui dando uma aula de espancamento infantil, mas a vara da disciplina não pode ser afastada da nossa casa".

O agora ministro argumenta que essa correção é necessária para a cura, e diz que o bom resultado "não vai ser obtido por meios justos e métodos suaves".

"Devem sentir dor"

"Talvez uma porcentagem de crianças muito pequena, de criança precoce, superdotada, é que vai entender o seu argumento. Deve haver rigor, desculpe, severidade. E vou dar um passo a mais, talvez algumas mães até fiquem com raiva de mim: devem sentir dor", aponta.

Confira o vídeo

Em outra gravação, Ribeiro ressalta a importância do pai nas famílias. De acordo com ele, a figura paterna é quem deve direcionar a casa, com a imposição. "Quando o pai é ausente dentro da casa, o inimigo ataca", aponta. "O pai, segundo a Bíblia, é que aponta o caminho que a família vai", conclui.

Veja o vídeo

Comentários

Últimas notícias