Fraude em licitação

Polícia Civil cumpre mandados em Paulista, Recife e Olinda em operações que miram fraude em licitações

Operação "Chorume" e "Locatário", deflagradas pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (21), têm como alvos empresários e agentes públicos investigados pelos crimes de fraude em licitação, peculato e organização criminosa

JC
JC
Publicado em 21/07/2020 às 8:39
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Por meio de nota, a Polícia Civil informou que a assessoria de comunicação iria informar mais detalhes sobre a operação "em momento oportuno" - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 11h15

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou na manhã desta terça-feira (21) a Operação Chorume, que tem como alvos empresários e agentes públicos investigados pela suposta prática dos crimes de fraude em licitação, peculato e organização criminosa. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Recife, Paulista e Caruaru. O prefeito de Paulista, Gilberto Gonçalves Feitosa Júnior, mais conhecido como Júnior Matuto (PSB), é alvo da operação.

>> Operação da Polícia Civil investiga empresas que venderam medicamentos à Prefeitura do Recife

>> Polícia cumpre mandados no Recife e em Tamandaré em operação contra desvio de serviços públicos

São dez mandados de busca e apreensão, um de suspensão do exercício de função pública e outro suspensão temporária de participação em processos licitatórios, expedidos pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). 

>> Prefeito de Paulista, Junior Matuto é afastado do cargo por 170 dias

Ainda nessa terça-feira, a Polícia Civil deflagrou a Operação "Locatário", tendo como ambiente operacional as cidades de Recife, Paulista, Olinda, Surubim e Sairé. Junior Matuto também é um dos alvos. 

A Operação Locatário tem o objetivo de identificar a participação de empresários e agentes públicos na prática de crimes de peculato, dispensa indevida de licitação, uso de documento falso, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Durante a operação, estão sendo cumpridos catorze mandados de busca e apreensão domiciliar, sete mandados de suspensão do exercício de função pública, um mandado de suspensão temporária de participar de licitações e o sequestro de bens imóveis e valores, todos expedidos pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

A Polícia Civil vai realizar coletiva de imprensa nesta terça (21), às 12h, para divulgar os detalhes das duas operações, com a presença do delegado Diego Pinheiro, da 2ª DECCOR - DRACCO, que preside as duas operações. 

Operações

A "Chorume" é a 28º Operação de Repressão Qualificada de 2020 e está vinculada à Diretoria Integrada Especializada (DIRESP). A execução dos mandados conta com a participação de 45 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

A "Locatário" é 27ª Operação de Repressão Qualificada do ano, também vinculada à DIRESP. Na execução, foram empregados 55 policiais Civis, entre delegados, agentes e escrivães.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias