eleições 2020

Candidata a prefeita do Recife, Patrícia Domingos alfineta gestão do PSB e diz que o Centro do Recife está abandonado

A candidata à Prefeitura do Recife, delegada Patrícia Domingos (Podemos) ressaltou que a segurança do recifense será prioridade

Alice Albuquerque
Alice Albuquerque
Publicado em 23/09/2020 às 13:24
Notícia

TIAGO CALAZANS/DIVULGAÇÃO
A delegada visitou o bairro do Recife na última terça-feira (22) - FOTO: TIAGO CALAZANS/DIVULGAÇÃO
Leitura:

JC
Eleições 2020 - JC

Em visita ao bairro de São José na noite de terça-feira (22), ao constatar a falta de iluminação e ruas cheias de lixo e quase desertas, a candidata a prefeita do Recife delegada Patrícia Domingos (Podemos) alfinetou a gestão do PSB e denunciou o abandono do centro do Recife. A delegada também constatou que grupos de jovens e adultos em situação de risco social se reúnem no coração da cidade para usar drogas.

>> Felipe Vieira: Centro do Recife pede socorro. Quais os planos dos candidatos à prefeitura?

TIAGO CALAZANS/DIVULGAÇÃO
Ruas do bairro do Recife abandonadas e sem iluminação - TIAGO CALAZANS/DIVULGAÇÃO

Com constantes relatos de assaltos e violência, em visita a Concatedral de São Pedro dos Clérigos, igreja colonial com mais de 290 anos e um dos principais pontos turísticos e de importância religiosa do município, Patrícia alertou as problemáticas da segurança pública. Sem citar nomes, delegada afirmou que "uma rua sem iluminação é um convite para o crime. É inadmissível uma via que dá acesso a um dos mais importantes patrimônios históricos da cidade não ter iluminação pública". Domingos ressaltou, ainda, que a segurança do recifense será prioridade.

>> 'Vamos libertar o povo dessas famílias imperiais', diz Patrícia Domingos ao oficializar candidatura a prefeita do Recife

>> De olho na prefeitura, Patrícia Domingos diz que vai tirar a capital do Consórcio Grande Recife

>> Patrícia Domingos recua e diz que capital não sairá do Grande Recife Consórcio de Transporte

Pela experiência em segurança, a delegada afirmou que a cidade precisa de medidas básicas, como iluminação pública e câmeras de monitoramento. "A população não tem sequer o mínimo de suporte para se sentir segura".

A reportagem do JC entrou em contato com a Prefeitura do Recife para resposta sobre possível abandono do centro da cidade. 

Centro abandonado 

A Avenida Dantas Barreto, que corta os bairros de São José e Santo Antônio, no centro do Recife, é um dos principais corredores onde se vê abandono e degradação. De dia, os bairros são movimentados pelos comerciantes da cidade. Com cerca de 1,5 quilômetros de extensão, a Dantas Barreto acumula problemas, buracos nas calçadas, e lixos, que disputam o espaço com o comércio informal do local.

No início deste mês o secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga relatou que a estrutura que foi entregue sob sua gestão perdeu o controle. "Foi feito para organizar o comércio dos bairros de Santo Antônio e São José, mas, ao longo do tempo, se perdeu o controle e a situação é esta que está hoje. É muito ruim, toda a Dantas Barreto". De acordo com o secretário, havia um projeto de requalificação do corredor previsto para 2020, mas a pandemia do coronavírus acabou tomando os recursos que seriam destinados à obra. "É uma dificuldade financeira que está em todos os setores", justificou.

Na ocasião, Braga reconheceu, ainda, que não há mais tempo para resolver essas problemáticas nesta gestão. "Nesse governo, não vai dar. É uma questão que fica para o próximo", disse.

À época, através de comunicado, a Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que tem sido realizado um trabalho integrado de combate à criminalidade na área do centro do Recife pelas policias Civil e Militar, e houve uma redução de 44% nos crimes de roubo nos sete primeiros meses do ano.

TIAGO CALAZANS/DIVULGAÇÃO
Ruas do bairro do Recife abandonadas e sem iluminação - FOTO:TIAGO CALAZANS/DIVULGAÇÃO
JC
Eleições 2020 - FOTO:JC

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias