Câmara Municipal

Vereador do Recife quer revogar título de cidadã recifense de Delegada Patrícia após chamar a cidade de ''Recífilis''

O autor da proposta é filiado ao PSB, partido que tem João Campos como candidato a prefeito do Recife

JC
JC
Publicado em 20/10/2020 às 21:22
Notícia

FOTO: TIAGO CALAZANS/ DIVULGAÇÃO
A Delegada Patrícia (Podemos), candidata a prefeita do Recife - FOTO: FOTO: TIAGO CALAZANS/ DIVULGAÇÃO
Leitura:

*Atualizada às 17h do dia 21 de outubro de 2020

Após vir à tona publicação da Delegada Patrícia (Podemos), candidata a prefeita do Recife, se referindo à capital pernambucana no Facebook, ainda em 2011, como "Recífilis", o vereador Rinaldo Junior (PSB) protocolou na Câmara de Vereadores um Projeto de Decreto Legislativo (PDL) com intuito de revogar o título de cidadã recifense concedido à Patrícia.

>> Candidata a prefeita do Recife, Delegada Patrícia já chamou cidade que "escolhi pra viver" de "Recífilis"

>> "Vamos falar sobre o futuro do Recife, e não o passado", responde Delegada Patrícia sobre o "Recífilis"

Rinaldo é filiado ao PSB, partido que tem João Campos como candidato a prefeito do Recife. Segundo o vereador, a candidata trata o povo do Recife de forma desrespeitosa. "Ela usou frases que fez questão de não pedir desculpas e manter sua posição preconceituosa, ligando a cidade do Recife com a sífilis. E hoje que é o Dia Nacional de combate à sífilis congênita, as pessoas nas ruas ficaram estarrecidas. Lembro que o título contou com meu voto, mas, não posso me calar, a Câmara assinou e espero que esse projeto seja votado", comentou.

Projeto

Segundo o Departamento Legislativo da Câmara Municipal do Recife, projeto foi enviado às comissões de Legislação e Justiça; e Educação, Cultura, Turismo e Esporte. O texto será lido na próxima reunião, que será realizada segunda-feira, dia 26.

As comissões terão, a partir do dia seguinte à leitura, um prazo de 10 dias úteis para designar relatores. Caso o autor do projeto peça dispensa de prazo e a mesma seja subscrita por 3/5 das lideranças, o prazo cai para zero e as comissões podem indicar de imediato os relatores.

Para protocolar o projeto, Rinaldo precisava de 24 assinaturas e afirma ter conseguido 25. Ele garantiu que, após a leitura, irá pedir dispensa de prazo para tentar adiantar a tramitação.

Já o autor do projeto que concedeu o título a Patrícia, o vereador Renato Antunes (PSC) disse ser "lamentável" que a base do prefeito Geraldo Julio na Câmara se articule para revogar o título de cidadã, mas não se emprenhe em votar o projeto da dupla função dos motoristas de ônibus, que segue sendo adiado na Casa.

"Vejo isso como debate eleitoral, a Câmara tem assuntos mais relevantes com o projeto da dupla função e não temos quórum. A quem interessa isso? A quem disputa contra a candidata, que vem incomodando. Não tive acesso ao que ela falou, mas há temas mais relevantes. Infelizmente deve ser aprovado, mas destaco que, quando há intensão da base que vem da prefeitura, se articula para votar, mas deixam de lado a dupla função, com pessoas perdendo os empregos e motoristas sobrecarregados", afirmou Renato ao JC.

A reportagem entrou em contato com a comunicação da Delegada Patrícia, mas até o momento desta publicação não há resposta sobre o assunto. O JC ressalta que está aberto a posicionamentos.

ENTENDA

Nascida no Rio de Janeiro, a candidata à prefeita Delegada Patrícia já se referiu ao Recife, ainda em publicações de 2011, como "Recífilis". O post foi feita pela candidata em 9 de março daquele ano. Além disso, no dia 30 de maio daquele ano, a delegada afirmou a mesma coisa, que estava "voltando à Recífilis". Depois disso, não há mais registro em sua rede social com as mesmas referências à cidade.

REPRODUÇÃO/FACEBOOK
Publicação de Delegada Patrícia se refere ao Recife como "Recífilis" - REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Durante sua campanha, Patrícia ressalta seu amor pela capital pernambucana e já destacou, inclusive na sabatina da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), na segunda-feira (19), que, por mais que seja carioca de nascimento, é recifense de coração.

Sobre as publicações, a candidata se pronunciou por meio de nota afirmando estar sendo atacada por publicações antigas (e as reconhece), mas "prefere discutir" sobre as problemáticas da cidade, e fala sobre as sete visitas da Polícia Federal à prefeitura este ano.

"Estamos sendo atacados por algumas publicações realizadas em uma rede social há 9 anos atrás. Isso é um expediente de quem está desesperado porque estamos crescendo nas pesquisas, rumo ao segundo turno, rumo à vitória. Quanto mais a gente cresce, mas eles vão bater e inventar coisas. Em vez de comentar publicações que fiz há quase 10 anos, prefiro discutir sobre a falta de saneamento, a falta de segurança e as acusações de corrupção e desvio de dinheiro público que levou a polícia a fazer 7 visitas à prefeitura somente este ano. Vamos falar sobre o futuro do Recife, e não o passado", disse.

REPRODUÇÃO/FACEBOOK
Publicação de Delegada Patrícia se refere ao Recife como "Recífilis" - FOTO:REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias