Eleições 2020

Candidato a prefeito do Recife, Thiago Santos (UP) defende isenção de taxas para população de baixa renda

Candidato defende taxação dos mais ricos e redução das taxas para os mais pobres

Gabriela Carvalho
Gabriela Carvalho
Publicado em 21/10/2020 às 13:31
Notícia

Reprodução/TV Jornal
O candidato a prefeito do Recife pelo UP, Thiago Santos foi entrevistado pela TV Jornal - FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Candidato à Prefeitura do Recife pela UP, Thiago Santos, em entrevista na TV Jornal nesta quarta-feira (21), defendeu uma reforma tributária municipal. De acordo com o postulante, a população de baixa renda, que ganha até um salário mínimo, estaria pagando taxas abusivas considerando a remuneração que recebem. Ele defende que pessoas e empresas que ganham mais devem pagar mais.

>> Trajetória e ideias de Thiago Santos, candidato a prefeito do Recife pela UP

"As grandes cooporações são beneficiadas com incentivos fiscais para se instalarem na nossa cidade. Enquanto isso, aquele cidadão que recebe um salário mínimo precisa pagar IPTU, taxa de iluminação pública, taxa do lixo. Aqueles que têm condições de pagar, precisam contribuir conforme a sua capacidade financeira. Proporcionalmente hoje, quem ganha menos está pagando mais", explicou.

Ainda sobre políticas públicas para a população de baixa renda, Thiago propõe a manutenção dos serviços essenciais gratuitos para todos. O candidato aproveitou para criticar as últimas decisões econômicas do governo federal que, segundo ele, quer "deixar os serviços essenciais nas mãos da iniciativa privada".

"Há candidatos que defendem o governo federal, mas está faltando candidatos que defendam a dona de casa, o trabalhador. O programa neoliberal, facista, defendido por Paulo Guedes e Bolsonaro, quer deixar os serviços essenciais nas mãos da iniciativa privada. Com isso, só quem vai lucrar são os grandes capitalistas. As pessoas que não podem pagar por esses serviços serão prejudicadas", criticou.

>> Thiago Santos (UP) quer fazer uma auditoria da dívida pública do Recife para resolver problemas da cidade

Propostas para as mulheres

Além de criticar as últimas gestões que passaram pela Prefeitura do Recife afirmando que a questão feminina havia sido "deixada de lado", Thiago disse querer fomentar a empregabilidade da mulher. O candidato também propôe o aumento no número de creches para facilitar a inserção da mulher no mercado de trabalho.

"Nós temos apenas 81 creches. É claro que todos os adultos da família têm responsabilidade na criação dessas crianças, mas a gente sabe que vive em uma sociedade machista, que acaba oferecendo mais empregos para os homens do que para as mulheres. Nós queremos fomentar a empregabilidade das mulheres. Queremos, através de cooperativas, introduzir as mulheres no processo produtivo", explicou.

Entrevistas

A ordem das entrevistas, que foi decidida em reunião virtual com a participação de representantes de todos os candidatos, será a seguinte:

12/10 - Alberto Feitosa (PSC)
13/10 - Victor Assis (PCO)
14/10 - Charbel Maroun (Novo)
15/10 - Marco Aurélio (PRTB)
16/10 - Mendonça Filho (DEM)
19/10 - Carlos Andrade Lima (PSL)
20/10 - João Campos (PSB)
21/10 - Thiago Santos (UP)
22/10 - Patrícia Domingos (Podemos)
23/10 - Marília Arraes (PT)
26/10 - Cláudia Ribeiro (PSTU)


 

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias