Eleições 2020

Armando Monteiro não confirma apoio ao PT no segundo turno no Recife, mas já adianta: "com o PSB, não"

O ex-senador apoiava o candidato Mendonça Filho (DEM), que foi derrotado no primeiro turno das eleições municipais

Gabriela Carvalho
Gabriela Carvalho
Publicado em 17/11/2020 às 9:36
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Segundo Armando, a definição da posição deve sair ainda nesta terça-feira (17) - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

O ex-senador Armando Monteiro (PTB), que fez parte da coligação do candidato derrotado no primeiro turno Mendonça Filho (DEM), em entrevista ao Passando a Limpo da Rádio Jornal, assegurou que não vai apoiar João Campos, candidato pelo PSB, no segundo turno. Por outro lado, Monteiro não deixou claro se vai apoiar a candidata petista Marília Arraes e disse que a decisão ainda passa por análise. Armando garantiu que anuncia ainda nesta terça-feira (17) o seu posicionamento oficial sobre o segundo turno das eleições para prefeito do Recife. 

A disputa de segundo turno foi formada no último domingo (15), após primeiro turno apertado entre os candidatos socialista e petista, com 29,17% e 27,95% dos votos válidos, respectivamente. 

>> Debates do segundo turno no Recife já têm datas marcadas no SJCC

>> Quatro partidos no Recife já decidiram que não vão apoiar nem João Campos nem Marília Arraes no segundo turno

>> Humberto Costa diz ser "do PT" e confirma apoio à Marília Arraes no segundo turno do Recife, mas teme afastamento com PSB

"Como já dizia o poema de José Régio: 'Eu não sei para onde vou, não sei com quem vou, mas sei que não vou por aí'. Ou seja, com o PSB não", pontuou.

"Nesse momento estamos completando uma avaliação e eu vou me posicionar publicamente ainda hoje. Não me omito, não gosto de omissão. Acho que nesse momento é importante reconhecer que, no Recife, a população votou majoritariamente na oposição ao PSB. Tanto é verdade que o candidato oficial (João Campos) teve menos de 30% dos votos", destacou.

>> Mendonça Filho diz que não irá apoiar nem o PT nem o PSB no segundo turno para prefeito no Recife

O parlamentar ainda afirmou que há duas "vertentes" dentro do PT em Pernambuco. Segundo Armando, Marília representaria uma vertente mais "independente" do partido com um discurso "nitidamente" oposicionista ao PSB. 

"O PT em Pernambuco tem uma posição dúbia. Existe um PT governista que está aí com cargos no governo e prefeitura, mas a candidata Marília Arraes vem nitidamente com um discurso oposicionista ao PSB. Talvez porque agora ela represente uma nova vertente do PT em Pernambuco mais independente. Portanto, diante desse caráter nitidamente oposicionista no discurso de Marília, eu estou nesse momento fazendo uma avaliação com os companheiros e ainda hoje anuncio minha oposição", concluiu. 

Comentários

Últimas notícias