Eleições 2020

'O Brasil inteiro está olhando para o Recife', diz Ciro Gomes em ato de apoio à João Campos

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também aproveitou para dar um recado para Túlio Gadêlha, que declarou apoio à Marília Arraes (PT): "Quem do PDT não estiver com essa chapa, não tem mais o que fazer no PDT"

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 22/11/2020 às 20:32
Notícia

Rodolfo Loepert/Divulgação
Ciro Gomes, vice-presidente nacional do PDT, e João Campos, candidato a prefeito do Recife, em ato com a militância na Zona Sul do Recife - FOTO: Rodolfo Loepert/Divulgação
Leitura:

Arte sobre fotos de Arnaldo Carvalho e Yacy Ribeiro/JC Imagem
Debate TV Jornal - Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) Que disputam o segundo turno das eleições no Recife - Arte sobre fotos de Arnaldo Carvalho e Yacy Ribeiro/JC Imagem

Depois de participar de uma carreata na Zona Norte do Recife na manhã deste domingo (22), o vice-presidente nacional do PDT, Ciro Gomes, seguiu com sua agenda para reforçar à candidatura de João Campos (PSB) à Prefeitura do Recife. Ciro e Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, estiveram em um ato com a militância da Frente Popular no comitê do vereador reeleito Rodrigo Coutinho (SD), acompanhados também pelo presidente estadual do PDT e deputado federal Wolney Queiroz. 

"O Brasil inteiro está olhando para o Recife e nós brasileiros precisamos muito que vocês ajudem. Não só a escolher um grande prefeito, mas ajudem a gente a colocar um ponto final na radicalização política, no ódio, na falta de respeito à moral popular", afirmou Ciro em discurso. 

Ciro rejeitou a "desavença política" neste segundo turno da eleição do Recife, disputado entre João Campos e Marília Arraes (PT). Os dois têm subido o tom durante a campanha, especialmente nos debates que ocorreram na Rádio Jornal e na TV Clube. De um lado, João Campos explora o antipetismo com duras críticas ao PT e acusa Marília de falta de produtividade durante a sua trajetória, e do outro Marília Arraes diz que João é inexperiente e representa a gestão do PSB no Recife, segundo ela, ineficaz. 

"Nós não podemos deixar que lambança política atrapalhe o nosso povo. E aí a grande questão é: está na hora da gente introduzir desavença política? Tensão política numa hora dessa? E essa é a grande importância de escolher uma pessoa, e eu não preciso falar de João Campos pra vocês. Eu posso falar, como brasileiro, da importância de João Campos como bom prefeito que será e tem obrigação de ser", disse Ciro. 

Segundo defendeu o pedetista, é preciso prestar atenção ao pleito do Recife devido ao legado deixado por Eduardo Campos para o seu filho e por João representar uma renovação. "Posso dizer, como brasileiro, que todos nós estamos olhando para o Recife por duas razões: o Eduardo Campos, pai do João, a inspiração do João, quem preparou a vocação do João, morreu lutando pelo Brasil e João é como a gente devolver ao Eduardo a possibilidade melhorada, pois João é energizado pela juventude, pelas novas compreensões, pelas coisas extraordinárias que ele tem relevado na sua vida pública, já de forma muito brilhante", disse, entusiasmado.

João lembrou o fato de Ciro Gomes ter sido eleito prefeito de Fortaleza ainda com 29 anos. Ciro já havia ressaltado isso no guia, estabelecendo uma similaridade entre a trajetória dos dois. "Isso mostra a sua capacidade, mas mostra também que a juventude tem capacidade de entregar, de fazer bem feito, que a juventude não é um problema e pode ser uma virtude", afirmou o socialista. 

Carlos Lupi também falou do legado de Eduardo. "João já nasceu pronto, pois conviveu ao lado do pai e eu o conheci. A política precisa disso, do amor ao pobre, da opção de fazer a política com transparência, com integridade. O João tem valores que aprendeu dentro de casa e servem de exemplo para a política que tem que se fazer. A política com seriedade, com honra. Você ao lado de Isabella, que tem a voz feminina que equilibra com a tua juventude", disse.

Já Isabella de Roldão lembrou das ações voltada para as mulheres propostas por João. "João me representa pois enxerga a capacidade que temos. A nossa discussão é pela igualdade. Estou aqui para fazer essa representação com respeito, coragem e igualdade", disse. 

Também estiveram presentes no ato o deputado federal Augusto Coutinho, o vereador reeleito Alcides Teixeira Neto (PSB) e o secretário de Emprego e Qualificação Profissional de Pernambuco, Alberes Lopes (PDT). 

Recado à Túlio Gadêlha

Lupi aproveitou o discurso para dar um recado a Túlio Gadêlha. O deputado oficializou apoio à Marília Arraes (PT), adversária de João no segundo turno neste sábado (21). Esse apoio é mais um capítulo na série de divergências que Túlio vem apresentando em relação às orientações do PDT. Ele desistiu da sua candidatura à prefeito do Recife, rejeitada pelo diretório estadual, e chegou a indicar um aliado, Rodrigo Patriota, para a vice, o que também não foi aceito. Ao final, Túlio perdeu o comando do PDT municipal, que passou a ficar na alçada de Wolney Queiroz. 

>> Deputado federal do PDT, Tulio Gadêlha declara apoio a Marília Arraes no segundo turno do Recife

>> Apoio de Túlio Gadêlha a Marília Arraes no Recife "fere decisão conjunta da direção municipal do PDT", diz Carlos Lupi


 

"Quem do PDT não estiver com essa chapa, não tem mais o que fazer no PDT. No nosso partido não há espaço para traíras. Temos que ter clareza, amigos. A nossa opção é eterna, o nosso compromisso é de palavra, é de honra, não é de vaidade, não é de individualismo. Nós vamos vencer para o bem de Recife e do povo dessa terra", disparou Carlos Lupi. 

Rodolfo Loepert/Divulgação
João Campos, candidato a prefeito do Recife, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Rodolfo Loepert/Divulgação
Ciro Gomes, vice-presidente nacional do PDT, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Rodolfo Loepert/Divulgação
Ciro Gomes, vice-presidente nacional do PDT, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Rodolfo Loepert/Divulgação
João Campos, candidato a prefeito do Recife, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Rodolfo Loepert/Divulgação
Ciro Gomes, vice-presidente nacional do PDT, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Rodolfo Loepert/Divulgação
Isabella de Roldão, candidata a vice-prefeita do Recife, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Rodolfo Loepert/Divulgação
Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, em ato com a militância de João Campos na Zona Sul do Recife - FOTO:Rodolfo Loepert/Divulgação
Arte sobre fotos de Arnaldo Carvalho e Yacy Ribeiro/JC Imagem
Debate TV Jornal - Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB) Que disputam o segundo turno das eleições no Recife - FOTO:Arte sobre fotos de Arnaldo Carvalho e Yacy Ribeiro/JC Imagem

Comentários

Últimas notícias