ELEIÇÕES 2020

Sobre PT, governador Paulo Câmara diz que vai "continuar a conversar com quem queira"

Na comemoração da vitória de João Campos (PSB) à Prefeitura do Recife, apoiadores avaliaram ser necessário esperar "baixar a poeira" da eleição para se chegar a definições

JC
JC
Publicado em 29/11/2020 às 22:21
Notícia

BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
29.11.2020 - ELEIÇÕES - Resultado das eleições para prefeito da cidade do Recife. Acompanhando o candidato João Campos. FOTOS : Brenda Alcântara/JC Imagem - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/JC IMAGEM
Leitura:

Com a vitória de João Campos (PSB) na disputa pela Prefeitura do Recife, lideranças do PSB e integrantes da Frente Popular começam a avaliar os ajustes necessários a serem feitos em relação às alianças, já pensando nas eleições de 2022. O governador Paulo Câmara (PSB), ao ser questionado sobre como ficaria a partir de agora a relação com o PT, disse que houve um embate muito duro neste pleito, mas afirmou estar aberto para "continuar a conversar com quem queira conversar, pelo bem de Pernambuco".

"Sempre ficam (ranhuras) mas temos de ter maturidade para avaliar o contexto e buscar a unidade. Isso que a gente faz e vai continuar fazendo. Eu vou continuar a conversar com quem queira conversar, pelo bem de Pernambuco", disse Paulo Câmara ao ser questionado sobre a relação com o Partido dos Trabalhadores. 

João Campos e Marília Arraes (PT) travaram um dos embates mais duros entre candidatos a prefeitos do País este ano. Aliados em gestões que se revesam há 20 anos, a relação entre as legendas ficou estremecida, com possibilidade de início de uma nova cisão, já que o próprio João Campos chegou a afirmar que na nova gestão não haverá nenhuma indicação política do PT e que será muito pouco provável os partidos estarem juntos na disputa pelo governo do Estado. Durante toda a campanha, Câmara passou ao largo, assim como Geraldo Julio, sem sequer aparecerem nas peças publicitárias do então candidato socialista. 

 

ARTES JC
Resultado Reife - ARTES JC

Mesmo com o posicionamento já explicitado por João Campos, Paulo Câmara admitiu que tem "muitas pessoas do PT que conversam (com a Frente Popular)". "Obviamente foi uma eleição muito dura e isso cabe reflexões que iremos fazer no âmbito interno e da Frente Popular. Vamos conversar. É um processo que tem de se avaliar", indicando haver possibilidade de não ruptura. 

Na mesma linha, o deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Isaltino Nascimento (PSB), disse esperar que o PT continue na base do governo e que, para além dessa questão, a própria Frente Popular precisará fazer do processo eleitoral para pensar como será a condução política para o próximo ano. 

"Obviamente, todos os partidos terão sobriedade. Passado o processo eleitoral ficaram algumas sequelas, mas para além dessa questão, do calor das eleições, precisamos entender que temos compromisso. A esquerda tem compromisso para 2022. Cada partido vai fazer sua avaliação, mas penso que o objetivo de João Campos é construir uma unidade. Estamos fazendo isso através de Paulo Câmara. O PT faz parte da nossa base política na Alepe. Esperamos que continue, obviamente é uma decisão a ser tomada pelo PT", disse. 

Recados

Segundo o deputado, classe média, setor empresarial e segmento evangélico deram um recado nestas eleições e será preciso entender a influência disso na postura a ser adotada a diante. "São sinais que ficaram como lição para que tenhamos como base para a nossa gestão nos próximos quatro anos. Mas obviamente estamos felizes (com a vitória). Certamente os erros que aconteceram na gestão atual serão consertados e vamos aprimorar para ter uma excelente gestão de João Campos", ressaltou.

Parte da base da Frente Popular, o presidente da Alepe, deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), por sua vez, ressaltou a necessidade de pensar-se na amplitude dos apoios necessários para o fortalecimento do Estado. "Sempre que se termina uma eleição estadual ou municipal é o momento de se parar, construir o futuro. Com certeza, as forças políticas irão sentar numa mesa redonda e buscar planejar o futuro. Isso que será feito com todos os partidos e com certeza construir uma grande frente para o Estado de Pernambuco agora", prevê ele.  

Enquanto o PSB alinha suas rotas a serem traçadas até 2022, o atual prefeito Geraldo Julio, que entrega a gestão a Campos, avaliou como muito positiva a campanha. "João fez uma campanha muito bonita. Crescente. Estamos muito feliz com a generosidade do povo do Recife, em reconhecer que João pode ser um grande prefeito, e eu tenho certeza de que ele será um grande prefeito para a cidade". 

ARTES JC
Resultado Reife - FOTO:ARTES JC

Comentários

Últimas notícias