Tramitação

Projeto do auxílio emergencial dos artistas carnavalescos é encaminhado para comissões na Alepe

Iniciativa de autoria do governo do Estado concede pagamentos entre R$ 3 mil e R$ 15 mil aos artistas e grupos de cultura popular, dança e música

Douglas Hacknen
Cadastrado por
Douglas Hacknen
Publicado em 13/02/2021 às 0:01 | Atualizado em 15/02/2021 às 16:18
GIOVANNI COSTA/ALEPE
Plenário da Alepe - FOTO: GIOVANNI COSTA/ALEPE
Leitura:

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Eriberto Medeiros (PP) recebeu e deu encaminhamento, na tarde desta sexta-feira (12), o projeto de lei que institui o auxílio emergencial para artistas carnavalescos no Estado de autoria do governador Paulo Câmara (PSB). A proposta será publicada no Diário Oficial e iniciará sua tramitação em regime “urgentíssimo”, a partir da próxima segunda-feira (15), nas comissões temáticas. A expectativa é de que em duas semanas a medida seja aprovada.

>> Em meio a críticas da oposição, Paulo Câmara envia projeto que cria auxílio emergencial no Carnaval à Alepe

>> Alepe aprova bolsas de estudo para mulheres vítimas de violência ou em situação de vulnerabilidade

>> Veja como devem ser formadas as comissões da Alepe para biênio o 2021-2022

Iniciativa de autoria do governo do Estado concede pagamentos entre R$ 3 mil e R$ 15 mil aos artistas e grupos de cultura popular, dança e música, aportando R$ 3 milhões de recursos. O auxílio pretende prestar assistência à classe artística diante da ausência dos eventos carnavalescos em todo o Estado, em razão da pandemia do novo coronavírus.

 

Eriberto Medeiros firmou compromisso para conduzir com 'máxima celeridade' a tramitação do projeto. "Daremos a todos os deputados e deputadas a oportunidade de colaborar e aperfeiçoar esse projeto no que for preciso. Procuramos, o tempo todo, estar em sintonia com a classe artística, ouvindo suas demandas e intermediando com o Governo, para que o setor esteja amparado. Esse trabalho de interlocução continua, buscando novas alternativas", afirmou o parlamentar.

Comentários

Últimas notícias