Ministério Público

Após pedido do MPPE, Recife disponibiliza lista nominal de pessoas vacinadas contra covid-19; confira

A lista conta com informações como nome, categoria da pessoa (idoso, profissional de saúde) e o ponto onde foi realizada a vacinação

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 04/03/2021 às 8:41
Notícia

YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Ponto de vacinação no Compaz do Cordeiro - FOTO: YACY RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Após reunião com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a Prefeitura do Recife atualizou o Vacinômetro para incluir a lista completa dos cidadãos que receberam doses das vacinas Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, e Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fiocruz.

>> Você pode conferir a lista completa do Vacinômetro clicando aqui

O documento, disponibilizado em formato PDF, relaciona todas as pessoas que foram imunizadas até o dia 28 de fevereiro, com informações como nome, categoria da pessoa (idoso, profissional de saúde) e o ponto onde foi realizada a vacinação contra a covid-19. A medida garante à população e aos órgãos públicos a possibilidade de efetuar o controle do processo de vacinação por parte da gestão municipal.

>> Lockdown em Fortaleza: governador anuncia fechamento de comércio e serviços

>> Pressão dos governadores funciona e Brasil vai comprar vacinas americanas contra covid-19

>> Bares, restaurantes e comércio fechados. Pernambuco tem primeira noite com mais restrições para conter covid-19

O diálogo institucional com o município foi realizado pelos promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público da Capital Áurea Vieira, Hodir de Melo, Patrícia Tavares, Josenildo Costa e Edson Guerra e a coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, procuradora de Justiça Lucila Varejão.

Eles ressaltam a importância de os gestores públicos promoverem a transparência do processo de imunização, que é custeado com recursos do SUS e executado através da coordenação entre os entes federativos.

A medida acontece após circularem nas redes sociais imagens de pessoas que aparentemente não pertenciam aos grupos prioritários de vacinação no Recife recebendo o imunizante. A primeira polêmica foi em torno da vacinação de uma arquiteta que trabalha no Hospital de Referência à Covid-19 Unidade Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Após investigação, o MPPE informou que ficou comprovado que não houve irregularidade na imunização da profissional.

Para enviar denúncias ao Ministério Público Federal (MPF), basta baixar o aplicativo MPF Serviços ou cadastrar a denúncia diretamente na Sala de Atendimento ao Cidadão. Quem preferir, pode entrar em contato diretamente com o MPPE por meio da Ouvidoria da organização, através do número de celular (081) 99677-0707 (das 13h às 17h); pelo número 127 (das 9h às 13h); pelo WhatsApp (081) 99679-0221. É possível fazer denúncias acessando o site do MPPE no endereço eletrônico www.mppe.mp.br ou mesmo no facebook.com/ouvidoriamppe.

Vacinômetro

No Recife, até a terça-feira (2), último dia em que a plataforma Vacinômetro foi atualizada pela prefeitura, um total de 111.972 doses de vacinas contra a covid-19 já tinham sido aplicadas. Ao todo, 93.096 pessoas foram vacinadas, enquanto 18.876 receberam a segunda dose.

A capital pernambucana recebeu 115.236 doses da Coronavac e 33.830 da AstraZeneca.

Trabalhadores da saúde

A partir desta quinta-feira (4), todos os trabalhadores da saúde com 55 anos ou mais devem começar a receber a vacina contra a covid-19, no Recife. O prefeito João Campos (PSB) anunciou a ampliação do público alvo nessa quarta-feira (3). O agendamento para imunização dessa população pode ser feito ainda no Conecta Recife. O município recebeu, do Ministério da Saúde, 23.650 novas doses da CoronaVac (Butantan/Sinovac).

“O Brasil passa por um momento crítico desde o início da pandemia. Soluções, com muita responsabilidade, devem ser implementadas e a vacina é aquilo de mais eficaz que pode ser feito neste momento. Por isso, nós vamos ampliar, a partir de hoje, às 18h, no Conecta Recife, a possibilidade de agendamento para os trabalhadores da saúde de 55 a 59 anos de idade. Com muita responsabilidade, nós vamos vencer a pandemia, intensificando sempre a vacinação na nossa cidade”, disse o prefeito João Campos.

 

Comentários

Últimas notícias