VACINA

"Na prática, o grande problema hoje do Brasil é a velocidade de aquisição, o Brasil ficou para trás na fila", diz João Campos sobre vacina da covid-19

Depois de ser parabenizado pelo Conecta Recife, ferramenta que se popularizou entre os recifenses por ser usada para o agendamento da vacinação, e cujo sistema, criado pela Prefeitura, foi disponibilizado para outras cidades do País, João Campos criticou a falta de celeridade na aquisição das vacinas contra covid-19

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 18/05/2021 às 18:23
Notícia
Rodolfo Loepert / PCR
João Campos garante maior diálogo com o setor produtivo - FOTO: Rodolfo Loepert / PCR
Leitura:

Em reunião virtual com membros do Grupo de Líderes Empresariais (Lide Pernambuco), nesta terça-feira (18), o prefeito do Recife João Campos (PSB) criticou o governo federal a respeito da celeridade para aquisição de vacinas contra a covid-19.  “Estamos em um ano de muita incerteza, encarando o maior desafio de todas as gerações vivas. O caminho para superar a pandemia é a vacina. O Plano Nacional de Imunizações (PNI) distribui as responsabilidades para qualquer vacina. O Governo Federal faz a aquisição, distribui para os estados, e os estados entregam aos municípios com as seringas. As prefeituras fazem a aplicação. Na prática, o grande problema hoje do Brasil é a velocidade de aquisição, o Brasil ficou para trás na fila”, afirmou Campos.

De acordo com informações do Recife Vacina, 383.365 pessoas já foram vacinadas na capital pernambucana. Além do plano de vacinação, o prefeito do Recife também ressaltou algumas ações realizadas pela Prefeitura do Recife, neste 150 dias de gestão. Ao ser perguntado sobre a capacitação de pessoas que possam trabalhar para as empresas de tecnologia do Recife, o prefeito falou sobre o programa Embarque Digital. Em parceria com o Porto Digital, a Prefeitura do Recife está desenvolvendo o projeto e vai oferecer duas mil bolsas para os estudantes de escola pública. Esses estudantes vão poder fazer um curso de tecnólogo, em dois anos e meio, e ter uma formação que garanta além do conhecimento, uma grande chance de empregabilidade.

 Outro ponto questionado pelos empresários foi com relação a manutenção e infraestrutura do centro da cidade. Segundo Campos, houve um aumento de R$ 2 milhões no contrato de limpeza urbana, com ampliação para a área central, e que também serão instalados dois escritórios de otimização, um no Bairro do Recife e outro da Ilha Antônio Vaz, parar fazer a administração das demandas específicas da localidades - conforme promessa de campanha. 

CAPACIDADE

Durante o encontro virtual com os empresários do Lide Pernambuco, João Campos falou que o município tem a intenção de recuperar a capacidade de pagamento para o nível B. Isso significaria dizer que seria permitido que a Prefeitura do Recife realize a contratação de linhas de crédito com entidades financeiras internacionais. Segundo o gestor, o Executivo está colocando em prática, desde fevereiro,  o Plano de Ajuste Fiscal que visa estabelecer um maior controle e corte nas despesas internas - a expectativa é que esse plano gere uma economia de R$ 100 milhões. 

O prefeito também reforçou que manterá o diálogo permanente entre a gestão pública e o setor produtivo para superar os desafios no pós-pandemia. “O caminho é a gente superar a pandemia e construir uma agenda que anime nossa cidade e o país. Trabalhar na geração de emprego e renda, e um novo momento de euforia para o país. Estamos sempre abertos para ouvir sugestões e manter o diálogo com todos que queiram contribuir com a cidade. Queremos ter esta rotina de conversar com o LIDE e o empresariado”, concluiu.



Comentários

Últimas notícias