pesquisa

63% dos brasileiros usam memes para evitar embates políticos no WhatsApp

O levantamento foi feito pelo InternetLab (Centro de Pesquisa em Direito e Tecnologia)

Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Do jornal O Povo para a Rede Nordeste
Publicado em 15/07/2021 às 13:13
Notícia
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Estudo mostra que internautas evitam falar de política no WhatsApp - FOTO: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Leitura:

Quem nunca se aproveitou dos memes pra fugir de discussões? Com as redes sociais, as tretas ficaram ainda mais frequentes, especialmente quando o assunto é política, e um estudo do InternetLab (Centro de Pesquisa em Direito e Tecnologia) mostra que para fugir do assunto os brasileiros têm recorrido ao humor. A matéria é do jornal O Povo para a Rede Nordeste.

Segundo a pesquisa, cerca de 72% das pessoas que integram pelo menos um grupo no WhatsApp evitam falar de política no app para não se envolver em brigas. O estudo também mostra que 63% das pessoas usam memes ou outras mensagens de humor quando o assunto é política para evitar uma discussão séria. Ao todo, foram entrevistadas 3.113 pessoas entre 7 e 16 de dezembro de 2020 em todo o Brasil.

 

Os dados ainda mostram que as eleições de 2018 tiveram grande influência no modo como a população vê o WhatsApp como ferramenta de debate político. "As pessoas passaram a se policiar mais sobre o que elas falam. Algumas saíram de determinados grupos para evitar brigas. Outros grupos criaram regras para proibir mensagens sobre política", informa Heloísa Massaro, coordenadora de pesquisa da entidade e uma das autoras do estudo.

O levantamento também revela que 71% dos entrevistados mudam de comportamento no WhatsApp quando o assunto é política, por exemplo, se policiando mais para evitar compartilhar fake news. Além disso, cerca de 50% já presenciou alguma mudança nas regras de grupos em relação ao que pode ser compartilhado desde as últimas eleições presidenciais.

Uma das contradições apresentadas na pesquisa é que 10% diz não estar presente em nenhum grupo de política, mas 67% está em grupos de amigos e 65% em grupos de familiares, onde o conteúdo eleitoral é frequente, já que para mais de 65% esses grupos são os que mais falam sobre política.

Comentários

Últimas notícias