Desfiliação

Cotado para vice de Lula em 2022, Geraldo Alckmin anuncia saída do PSDB

Anúncio do desembarque do ex-governador de São Paulo foi feito através de suas redes sociais nesta tarde

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 15/12/2021 às 15:44
CIETE SILVÉRIO/A2IMG/GOVERNO DE SP
Geraldo Alckmin saiu do PSDB após 33 anos no partido - FOTO: CIETE SILVÉRIO/A2IMG/GOVERNO DE SP
Leitura:

Ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin anunciou, na tarde desta quarta-feira (15), sua saída do PSDB depois de 33 anos de filiação ao partido. O agora ex-tucano comunicou a decisão através das suas redes sociais, afirmando que sempre procurou "dar o melhor" de si na sigla e que é "um soldado sempre pronto para combater o bom combate com entusiasmo e lealdade".

>> Bancada do Solidariedade se reúne para avaliar entrada de Alckmin no partido

>> Para Paulo Câmara, PSB tem disposição para dialogar com Alckmin

>> Lula está mais alinhado com Dirceu do que com Alckmin, acreditam aliados

>> Lula ironiza especulações sobre vice e diz que não decidiu se é candidato

No post, Alckmin também agradeceu aos "companheiros de jornada" e disse que "em breve" deve anunciar seus próximos passos na política.

O desembarque do ex-gestor do PSDB já era esperado desde o primeiro semestre deste ano, quando ele avisou a aliados que deixaria a agremiação por conta de divergências com o governador João Doria, que hoje tem grande influência entre os tucanos. Como estuda a possibilidade de concorrer mais uma vez ao Palácio dos Bandeirantes, a saída de Alckmin do partido tornou-se inevitável depois do anúncio de filiação do vice-governador Rodrigo Garcia à legenda, colocando-o como candidato natural à sucessão estadual.

Nas últimas semanas, porém, o nome de Alckmin ganhou força como possível candidato a vice-presidente em 2022, na chapa encabeçada pelo ex-presidente Lula (PT). Nos bastidores, comenta-se que ele pode filiar-se a partidos como o PSB ou Solidariedade para a formalização da aliança.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, Lula e Alckmin devem se encontrar em público pela primeira vez no próximo domingo (19), em um jantar do grupo Prerrogativas, em São Paulo.

Comentários

Últimas notícias