ELEIÇÕES 2022

Lançado pelo PT, Humberto diz que PSB tem precedência de indicar candidato ao governo de Pernambuco

Movimento do PT ocorre no momento em que o nome natural do PSB, Geraldo Julio, diz que não será candidato

Paulo Veras
Paulo Veras
Publicado em 19/12/2021 às 17:48
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Reunião do Diretório do PT no domingo (19) aprovou a indicação do nome de Humberto Costa (PT) como possível candidato a governador pela Frente Popular - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

No dia em que teve o nome indicado pelo PT para disputar o Governo de Pernambuco, o senador Humberto Costa (PT) disse reconhecer a "precedência" do PSB em encabeçar a chapa da Frente Popular, afirmando que está à disposição de uma composição que busque a unidade do campo governista.

Nacionalmente, PT e PSB discutem uma aliança política em torno da candidatura ao Planalto do ex-presidente Lula (PT). Os socialistas podem oferecer a legenda para que o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) seja vice do petista.

A resolução do PT de Pernambuco diz disponibilizar o nome de Humberto como candidato ao Palácio do Campo das Princesas para ser apreciado pela Frente Popular. O movimento ocorre no momento em que o nome natural dos socialistas, o ex-prefeito do Recife Geraldo Julio, faltou ao congresso estadual da sigla após seguidas declarações públicas de que não quer disputar o governo.

O partido busca, então, outros nomes para a sucessão do governador Paulo Câmara. A lista passa pelo secretário da Casa Civil, José Neto, e pelos deputados federais Danilo Cabral e Tadeu Alencar, entre outros quadros. Embora venha garantindo que terá um candidato o PSB está sendo cobrado por aliados, enquanto pré-candidatos da oposição percorrem o Estado.

O que disse Humberto?

Nas redes sociais, Humberto agradeceu a indicação do nome dele pelo PT. "Sei que este é um sentimento absolutamente afinado à disposição do presidente Lula em salvar o Brasil desse projeto de destruição nacional encarnado por Bolsonaro", escreveu.

Segundo o senador, seu nome está à disposição para o diálogo, a composição e a construção da unidade da Frente Popular. "Vem para contribuir, jamais para dividir. Tenho plena compreensão da precedência que tem o PSB em encabeçar a chapa da Frente Popular", afirma.

Apesar de reconhecer a prioridade do PSB, Humberto argumenta que o debate pode fortalecer o campo, e cita a disputa pela formação do Senado na chapa do PSB como exemplo. Vários aliados da Frente Popular estão de olho em ocupar essa vaga de senador na disputa de 2022.

"Está também vinculado à discussão de uma aliança nacional da qual o PSB é parceiro de 1ª hora. Nada está definitivamente posto. Tudo é discutível dentro de um enorme leque de diálogo. O PT tem um importante ativo político em Pernambuco e o coloca à disposição das forças progressistas de nosso Estado. O indicativo de hoje é de que estamos mais firmes e unidos do que nunca em torno de um projeto para Pernambuco e para o Brasil", afirmou ainda o senador.

Comentários

Últimas notícias