Eleições 2022

Raul Henry diz que permanência de MDB na Frente Popular é "irreversível"

O presidente estadual do MDB afirmou que mantém uma relação cordial com Raquel Lyra e o PSDB, mas estão em palanques diferentes em Pernambuco

Mirella Araújo
Cadastrado por
Mirella Araújo
Publicado em 27/05/2022 às 17:07 | Atualizado em 27/05/2022 às 17:20
JANAÍNA PEPEU/DIVULGAÇÃO
Mesmo sem possibilidade de apoiar Raquel Lyra, Raul Henry reforçou que gostaria de ter o apoio do PSDB à Simone Tebet - FOTO: JANAÍNA PEPEU/DIVULGAÇÃO
Leitura:

O presidente estadual do MDB, o deputado federal Raul Henry, descartou a possibilidade de o partido apoiar a pré-candidatura ao Governo de Pernambuco, da ex-prefeita de Caruaru Raquel Lyra (PSDB). Segundo o dirigente emedebista, o Estado não está na mesa de negociações, que envolve o apoio dos tucanos ao nome da senadora Simone Tebet (MDB-SP) à presidência da República, representando o palanque da terceira via.

“Nós temos uma relação muito cordial, diria até mesmo fraterna com o PSDB. O MDB de Pernambuco sempre votou em todos os candidatos do PSDB à presidência da República, mas no Estado temos uma aliança consolidada e irreversível com a Frente Popular”, declarou Raul Henry, ao JC.

 

O cenário eleitoral pernambucano teria entrado em jogo após a desistência do ex-governador de São Paulo, João Doria, de concorrer às eleições presidenciais, mesmo tendo vencido as prévias internas do PSDB, realizadas no ano passado.

Com essa reviravolta, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, aponta que não seria coerente o partido apoiar a candidata do MDB a nível nacional, e em palanques estaduais estratégicos permanecerem como adversários. Ele também reforçou que Raquel Lyra é a grande aposta dos tucanos para o fortalecimento da legenda.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Bruno citou Pernambuco, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul como estados estratégicos a serem debatidos pelas duas siglas. “Esses três Estados são fundamentais para avançarmos nessa construção. Só vai ter sentido formalizarmos a reunião da executiva quando essa construção política e programática estiver consolidada”, declarou Bruno, na entrevista ao Estadão.

Em Pernambuco, o MDB integra a Frente Popular liderada pelo PSB e que tem como pré-candidato a governador, o deputado federal Danilo Cabral. “Tenho muito respeito e uma relação muito civilizada e cordial com Raquel Lyra. Não se trata de uma questão pessoal, mas de uma questão política. Ela hoje está em outro palanque. Mas, gostaria muito de ter o PSDB apoiando a senadora Simone Tebet”, afirmou Raul Henry.


 

Comentários

Últimas notícias