SELVA

Novos animais no zoológico de Dois Irmãos

Sãos tucanos, tamanduás-mirins, furões e quatis, nativos da Mata Atlântica e da caatinga

MIRELLA MARTINS
MIRELLA MARTINS
Publicado em 04/09/2021 às 11:05
Notícia
Lu Rocha/DIVULGAÇÃO
Zoo Tucano - FOTO: Lu Rocha/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Tem novos moradores em Dois Irmãos. Eles vieram do Cetas de Salvador. Os novos moradores são quatro tucanos (Ramphastidae), dois tamanduás-mirins (Tamandua tetradactyla), três furões (Mustela putorius furo) e dois quatis (Nasua nasua). Os animais – nativos dos biomas Mata Atlântica e Caatinga – são provenientes do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Salvador, na Bahia. Os bichos estão bem, e adaptando-se ao novo ambiente.

A chegada dos novos animais dá continuidade ao novo Plano Diretor do Zoológico, que foca na preservação da biodiversidade local, visando desempenhar um papel estratégico na proteção e preservação da fauna nativa dos biomas da Mata Atlântica e Caatinga, além das zonas de transição da Mata Atlântica.

De acordo com o gerente técnico de Manejo de Fauna do Parque, o veterinário Márcio Silva, os animais são todos filhotes, não havendo entre os recém-chegados moradores, nenhum completamente adulto. Márcio explica também que não possuem condições de soltura na natureza, pois foram criados em cativeiro desde cedo, e se acostumaram com a presença e a manipulação feita por humanos. Um exemplo é o casal de quatis. Conforme o gerente técnico de Fauna, a dupla foi resgatada de um criadouro ilegal, e também não têm condições de retorno à vida livre.

QUARENTENA

Os animais estão em procedimento de quarentena, num local provisório para repouso, e a expectativa é de que, no mínimo quinze dias, a maioria deles já esteja liberada para os recintos. “Provavelmente um dos furões, a fêmea, precisará de mais algum tempo de quarentena, por conta de ser recém-nascida e ainda ser muito dependente dos cuidados da equipe técnica do Parque”, ressaltou o veterinário Márcio Silva.

Comentários

Últimas notícias