TV

Alexandre Garcia é demitido pela CNN após ser, novamente, desmentido ao vivo

Comentarista defendeu tratamento precoce ineficaz contra a Covid-19

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 24/09/2021 às 20:08
Notícia
Reprodução/CNN Brasil
Alexandre Garcia na CNN Brasil - FOTO: Reprodução/CNN Brasil
Leitura:

Alexandre Garcia defender tratamento ineficaz contra a Covid-19, ao vivo, parece ter sido a gota d'água para a CNN. A emissora, que precisou desmentir o comentarista nesta sexta-feira, decidiu demitir o comunicador.

A informação foi anunciada pela própria emissora em nota divulgada há pouco. Ela garantiu que a demissão acontece somente por causa da defesa do tratamento precoce e que o quadro "Liberdade de expressão" continua dentro do Novo dia.

No programa desta sexta, Alexandre Garcia falou sobre o caso da Prevent Senior: "Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2 às vezes evitam hospitalizações. Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou intubada. [...] Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental".

Vale lembrar que Alexandre Garcia já se desentendeu com Rafael Colombo, antigo âncora do Novo dia. Eles discutiam com frequência e o jornalista chegou a se afastar do programa.

Confira a nota da CNN sobre a demissão de Alexandre Garcia

"A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24). A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada. O quadro "Liberdade de Opinião" continuará na programação da emissora, dentro do jornal "Novo Dia". A CNN Brasil reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo"

Comentários

Últimas notícias