Entenda

O que leva a uma conta ser banida no TikTok?

Apesar de muitos usarem o aplicativo, as Diretrizes da Comunidade não toleram certas atitudes

Ana Anjos
Ana Anjos
Publicado em 18/10/2021 às 15:47
Notícia
antonbe/Pixabay
Atualmente, o TikTok conta com cerca de 1,1 bilhão de usuários ativos - FOTO: antonbe/Pixabay
Leitura:

Nesses últimos dias, alguns influenciadores tiveram sua conta banida do TikTok, como Virginia Fonseca. Apesar do aplicativo sumir com suas contas, a equipe apenas indicou que alguns dos conteúdos infringiram as Diretrizes da Comunidade, mas não indicaram qual vídeo isso aconteceu. Com isso, muitos que tiveram suas páginas canceladas, não sabem o que fez a plataforma excluir seus perfis. 

Vale ressaltar, que de acordo com o Relatório de Aplicação das Diretrizes da Comunidade, publicado no dia 13 de outubro, mais de 81 milhões de vídeos foram deletados em 3 meses. O Brasil foi o terceiro país com mais conteúdos removidos, ficando abaixo apenas dos Estados Unidos e Paquistão. Nesse texto, você vai entender o que leva a uma conta ser banida no TikTok. 

Nudez

Recentemente, o TikTok mudou o padrão das contas de pessoas que têm 13 e 15 anos, tirando a opção de deixar o perfil aberto, fazer lives, entre outras funções. Para proteger as crianças que usam o aplicativo, as Diretrizes da Comunidade são rígidas. Uma das principais regras é o conteúdo explícito de nudez e pornografia.

Qualquer conteúdo que "apresente, solicite, promova, normalize ou exalte atos ou toques sexuais não consensuais, incluindo estupro e agressão sexual", vídeos com "compartilhamento de imagens íntimas não consensuais", que "exalte a violência sexual", ou o "liciamento sexual, incluindo a oferta ou solicitação de parceiros sexuais, conversas ou imagens sexuais, serviços sexuais, conteúdo sexual pago ou lives sexuais interativas, conteúdo premium ou de objetificação sexual" são proibidos.

Outro ponto ainda sobre nudez e atividade sexual é que todo conteúdo que revele abertamente seios, órgãos genitais, ânus ou nádega ou "comportamentos que simulem, impliquem ou mostrem atos sexuais" também não são permitidos. Inclusive, no mesmo tópico, não é permitido apresentar um fetiche sexual e apresentar vídeos com beijos eróticos.

Comportamento violento

Nas Diretrizes da Comunidade, não é permitido o extremismo violento. Com outras palavras, tudo que ameaçar ou incitar violência, promover indivíduos ou organizações perigosas. Se um usuário ameaçar a segurança pública, a suspensão ou banimento pode acontecer. Portanto, declarar intenções de causar lesões físicas a alguém, incentivar terceiro a cometer ou apoiar a violência física, convocar grupos para levar armas a um local e instruir "sobre como criar ou utilizar armas com a intenção de incitar à violência" não podem ser compartilhados no TikTok.

Além disso, terroristas e organizações terroristas não podem ter uma conta no aplicativo: "Terroristas e organizações terroristas são quaisquer atores não estatais que ameacem com violência, usem de violência e/ou cometam crimes graves (como crimes contra a humanidade) contra populações civis em busca de objetivos políticos, religiosos, étnicos ou ideológicos".

Quem compartilha vídeos com "conteúdo com nomes, símbolos, logotipos, bandeiras, slogans, uniformes, gestos, saudações, ilustrações, retratos, canções, músicas, letras ou outros objetos destinados a representar pessoas e/ou organizações perigosas" também podem ter seus perfis banidos ou suspensos.

Outro ponto diante a violência é a proibição de conteúdo "excessivamente macabro, gráfico, sadista ou horrendo ou que promova, normalize ou exalte a violência ou o sofrimento extremo", como membros mutilados, queimados ou até humanos desmembrados. Mas não somente com gente, animais também entram na proteção: "o abate ou morte não natural de animais; restos animais desmembrados, mutilados, queimados ou carbonizados; crueldade ou sangramento animal".

Atividades ilegais

Por existir o aplicativo em vários países, é preciso de uma diretriz que não possibilite atividades que violem diretamente a lei de onde a pessoa mora. Portanto, vender ou negociar produtos falsificados não é permitido, além de comercializar armas, drogas e substâncias controladas. "Conteúdo que ofereça a compra, venda, negociação ou solicitação de drogas ou outras substâncias controladas, álcool ou produtos de tabaco (incluindo produtos de vaping)", "conteúdo que promova serviços de jogos de azar ou que possam ser vistos como publicidade para cassinos, apostas esportivas ou qualquer outra atividade comercial com jogos de azar" e utiliza a plataforma para tirar proveito da confiança dos usuários e causar danos financeiros ou pessoais" são excluídos.

Assédio e bullying

O assédio e bullying é um ponto bem forte na comunidade do TikTok. Um caso mais ou menos recente é o do filho de Walkyria Santos, que se suicidou após comentários homofóbicos em um vídeo publicado pelo jovem de apenas 16 anos. Nas Diretrizes da Comunidade, não é autorizada a ridicularização, humilhação, constrangimento, intimidação ou magoar um indivíduo. "Conteúdo que insulte outras pessoas ou deprecie um indivíduo com base em atributos como intelecto, aparência, características de personalidade ou higiene" e "conteúdo que manifeste o desejo de morte, doença grave, ou outros danos graves a um indivíduo ou personalidade pública" serão instantaneamente deletado.

Qualquer vídeo ou comentário que faça avanços de assédio sexual a terceiros ou qualquer ação que podem causar grande angústia são deletados. A ameaça de hackear outro usuários ou praticar doxxing, que é o "ato de coletar e publicar dados pessoais ou informações de identificação pessoal (IIP) com más intenções", não são liberados.

Suicídio, autolesão e atos perigosos 

Preocupados com o bem-estar de seus usuários, o TikTok não permite conteúdo que apresente, promova, normalize ou exalte atividades que possam induzir suícidio, automutilação ou transtornos alimentares. Além disso, caso o vídeo incentive pessoas a participarem de atividade perigosas, a publicação será deletada pelo aplicativo.

Spam ou uso de bots

Por fim, o TikTok não permite que seus criadores de conteúdo usem plataformas terceirizadas para aumentar seu alcance, como likes, seguidores e visualizações. Spam para "exercer influência" também não é autorizado pelas Diretrizes da Comunidade.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias