Opinião

Luciano Huck dá explicação sobre a alta do preço da carne

Em novo vídeo, o apresentador revela os motivos para a carne estar cada vez mais cara no Brasil

JC
JC
Publicado em 21/10/2021 às 6:52 | Atualizado em 31/12/1969 às 21:00
Reprodução
'Domingão com Huck' vai fazer uma dinâmica com eliminado da semana do BBB 22. Público vai poder interagir com perguntas aos brothers e sisters - FOTO: Reprodução
Leitura:

O apresentador Luciano Huck decidiu dar uma explicação sobre economia e política em relação à alta do preço da carne. Ele gravou um vídeo para o Instagram com uma justificativa para o aumento no valor dos alimentos no mercado brasileiro e rebate os comentários de que a culpa seria do lockdown. O comunicador disse que a alta dos preços está ligada à alta do dólar.

No vídeo, Luciano Huck começou dizendo que o lockdown e a hashtag Fique Em Casa não tem relação com o preço alto dos alimentos, já que outros países que também tomaram as medidas de distanciamento social não tiveram a mesma alta na inflação. Assim, ele acusa a alta do dólar como a responsável pela mudança nos preços.

"Como um país que é um dos maiores produtores de carne do planeta tem um preço tão caro? Uma das primeiras respostas é a alta do dólar. O mercado brasileiro é diretamente influenciado pelo câmbio. Se o real desvaloriza muito, começa a valer a pena para o produtor de carne vender lá fora, em dólar. Não é à toa que estamos batendo recordes de exportação ao mesmo tempo em que a comida está cada vez mais cara no mercado. Se a carne aumenta muito, as pessoas compram mais frango. Aí, o frango começa a faltar, e o preço começa a subir. E por aí vai", disse ele. 

Então, Huck disse que tudo está ligado à política. "A nossa [geração] ouviu o seguinte: 'Política não se discute'. Mas a verdade é que não tem como escapar, porque política não é só o que acontece em Brasília", afirmou, e completou: "Política é o preço da carne no supermercado, é o garoto da favela sem internet garantida para poder sonhar. É não faltar vacina quando a gente mais precisa dela. É entender que queimar floresta significa não ter chuva, que significa não ter energia elétrica, que significa pagar mais caro a conta de luz". 

Por fim, ele chamou os fãs para discutirem os assuntos sobre o país. "Tudo isso no limite da democracia, do respeito, da lei, que a gente tem que construir soluções juntos. E o preço da carne é só mais um exemplo de que, enquanto a gente tiver medo de falar sobre essas coisas, uma hora a conta vem. E fica cara", declarou. 

Assista ao vídeo:

Comentários

Últimas notícias