ESCLARECIMENTO

Wesley Safadão revela motivo de não ter chegado a acordo com o MP por 'furar fila' da vacina

Investigação começou após a esposa do cantor tomar a vacina antes da sua idade chegar no calendário

Gabriela Andrade
Gabriela Andrade
Publicado em 29/10/2021 às 11:36 | Atualizado em 29/10/2021 às 11:53
Reprodução/Instagram @thyane
Thyane Dantas é casada com Wesley Safadão - FOTO: Reprodução/Instagram @thyane
Leitura:

Nesta sexta-feira (29), em publicação feita nos Stories do seu perfil no Instagram, Wesley Safadão esclareceu porque não aceitou o acordo proposto pelo Ministério Público do Ceará, devido a vacinação irregular.

O artista disse que o órgão queria que ele se considerasse culpado e pagasse uma quantia referente a R$ 1 milhão: "Ontem tivemos mais um capítulo da história da vacina, tivemos uma reunião ontem pela manhã, com Ministério Público e infelizmente não chegamos a um acordo por dois motivos: 1- Queriam que eu me declarasse culpado; 2 - Queriam que eu pagasse uma quantia equivalente a quase um milhão de reais, sendo que para um cidadão comum é infinitamente menor o valor", escreveu Wesley Safadão.

O órgão ofertou o pagamento de um valor em dinheiro a uma organização social para que a investigação criminal fosse fechada. Segundo o cantor, ele não se negou a doar o valor quando soube que seria destinado para uma instituição: "Isso é mentira, um grande absurdo".

Wesley Safadão ainda disse que em nenhum momento furou fila, e que apenas tomou a vacina em outro lugar, pois ele foi orientado a fazer isso, já que o local original em que ele receberia a dose estava lotado. O cantor ainda pediu desculpas pelo ocorrido:

Instagram
Wesley Safadão fala sobre justificativas para não aceitar acordo com o MP após vacinação irregular dele, da esposaThyane Dantas e da produtora Sabrina Tavares - Instagram

Instagram
Wesley Safadão fala sobre justificativas para não aceitar acordo com o MP após vacinação irregular dele, da esposaThyane Dantas e da produtora Sabrina Tavares - Instagram

Já que não houve acordo, o processo deve seguir normalmente, conforme o Ministério Público do Ceará. A legislação não veda novas rodadas de negociação sobre a pena, mas permite que o órgão já ofereça denúncia à Justiça.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias