SERÁ?

Príncipe Charles fez comentário racista sobre filho de Harry e Meghan Markle, aponta livro

Em entrevista à Oprah Winfrey, casal afirmou que alguém havia questionado qual seria o tom de pele da criança

Gabriela Andrade
Gabriela Andrade
Publicado em 29/11/2021 às 7:29
Notícia
Principe Charles e Meghan Markle (Imagem: Reprodução)
Principe Charles e Meghan Markle (Imagem: Reprodução)
Leitura:

De acordo com um novo livro sobre a família real, que será lançado nesta terça-feira (30), o príncipe Charles foi quem fez comentários racistas quanto ao tom de pele de Archie, 2 anos, filho mais velho de Harry e Meghan Markle.

No livro 'Brothers And Wives: Inside The Private Lives of William, Kate, Harry and Meghan ("Irmãos e Esposas: Por dentro das vidas privadas de William, Kate, Harry e Meghan", em tradução livre para o português), o autor Christopher Andersen diz que o príncipe Charles perguntou como seria a pele da criança.

 

De acordo com o Page Six, o livro relata uma suposta conversa entre o príncipe e sua esposa Camilla, ocorrida em 2017, na manhã do noivado de Harry e Meghan.

Na ocasião Charles teria dito: "Eu me pergunto como serão as crianças?". Ao que parece, Camilla ficou "um pouco surpresa" e respondeu: "Bem, absolutamente linda, tenho certeza". Diante da resposta de Camilla, o príncipe reiterou: "Quer dizer, como você acha que a pele dos filhos deles vai ser?".

Porém, um porta-voz do príncipe Charles negou o fato. "Isso é ficção e não vale a pena comentar". 

Racismo na família real britânica

Durante uma entrevista à Oprah Winfrey, em março desse ano, o príncipe Harry e Meghan Markle revelaram que um membro da realeza britânica havia feito comentários racistas sobre o tom de pele do primeiro filho do casal, Archie, de 2 anos, antes do nascimento da criança.

No entanto, o casal não disse quem foi o responsável pela declaração. Pouco depois de a entrevista ser exibida, o casal afirmou que os comentários racistas não partiram da rainha Elizabeth 2° nem de Philip, falecido marido dela.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias