Treta

Apresentador da Band ataca Ivete Sangalo ao vivo: 'velha, feia, frouxa e vagabunda'

Luiz Almir deixou claro seu sentimento de repulsa pela cantora

Ana Anjos
Ana Anjos
Publicado em 05/01/2022 às 18:31 | Atualizado em 05/01/2022 às 18:34
Elias Medeiros; Reprodução/Globo
Apresentador da Band Luiz Almir e Ivete Sangalo - FOTO: Elias Medeiros; Reprodução/Globo
Leitura:

O apresentador do 'Nordeste Urgente', da Band, Luiz Almir atacou Ivete Sangalo ainda quando estava ao vivo. Isso porque o comunicador não curtiu que a cantora fez um movimento de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante um show.

Além de comandar o 'Nordeste Urgente', ele também é da linha de frente do 'O Povo no Rádio', na 96 FM, e foi lá onde desferiu várias palavras para Ivete Sangalo. De início, ele diz que a artista já está em decadência e que envergonha as mulheres. Inclusive, se a mulher aparecer na televisão, ele declara que mudará de canal.

"A vagabunda da Ivete 'Sangala' vem fazer um show pra ganhar dinheiro do povo besta do Rio Grande do Norte, em um hotel cinco estrelas cujo dono deve ser irresponsável também, pois se fosse no meu hotel eu tinha botado ela pra fora. E ela ficou cantando e gritando 'manda Bolsonaro tomar no c*, não tô ouvindo não'... E o povo gritando, os esquerdistas doentes gritando", continuou.

Em seguida, Luiz Almir incita que ela foi paga para cantar. “E não é porque é Bolsonaro não. Podia ser Lula, Antônio, Pedro, Manoel... Não importa quem fosse. Ninguém tem o direito de ir cantar, juntar o povo que paga pra ver o show de uma mulher que já está em decadência, velha, feia, frouxa, e a vagabunda fica mandando a maior autoridade do país tomar no c* em pleno microfone em um hotel cinco estrelas", atacou.

"Papa disse 'quem respeita a mulher, respeita Deus', é verdade. Sem a mulher nós não existiríamos, a mulher é a mãe, que nos dá a vida. Mas tem mulher vagabunda, dessa qualidade, que vem ganhar 150, 200 mil 'conto' pra cantar em um hotel e fica mandando a maior autoridade do país tomar no c*. Não tenho nada a ver com o show dela. Mostrou o nível, a falta de educação, de nível, e o quanto ela envergonha o nome de ser mulher. Deveriam até examinar, será que aquilo ali ainda é mulher?", concluiu o pensamento.

Após alta, Bolsonaro critica Ivete Sangalo

Um desentendimento entre Bolsonaro e Ivete Sangalo. Tudo começou quando a artista incentivou o público de um show em Natal, no Rio Grande do Norte, a protestar contra o presidente do Brasil. "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*" gritava a plateia do evento.

Ao receber alta, o chefe de Estado soube do ocorrido e resolveu rebater a cantora, dizendo que "acabou a mamata" na Lei Rouanet. "Estamos mexendo na Lei Rouanet. Quando entrei no governo, o limite para artistas era de R$ 10 milhões por ano. Eu passei imediatamente para R$ 1 milhão. Estou conversando com o Mario Frias agora e vamos passar, nos próximos dias, para R$ 500 mil. Queremos atender àquele artista que está começando a carreira, e não figurões ou figuronas como a querida Ivete Sangalo. Ela [Ivete Sangalo] está chateada, o Zé de Abreu está chateado, porque acabou aquela teta gorda deles, de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet e defender o presidente de plantão. Não quero que me defendam, quero que falem a verdade a meu respeito. Fizemos muita coisa”, declarou Bolsonaro.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias