RACISMO

Zoë Kravitz revela que perdeu papel em filme do Batman por ser negra

Zoë Kravitz disse que tentou papel em filme anterior do Batman, mas foi recusada por ser uma "mulher de cor"

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 07/03/2022 às 20:40
Reprodução/Warner Bros.
Zoë Kravitz vive a Mulher-Gato em "Batman", mas já foi rejeitada em outro filme do super-herói - FOTO: Reprodução/Warner Bros.
Leitura:

Uma das estrelas do filme “Batman” (2021), Zoë Kravitz revelou que perdeu um papel em um filme anterior do herói. A atriz explicou que fez uma audição, sem explicar para qual personagem, para o filme “Batman - O Cavaleiro das Trevas” (2012), mas foi rejeitada por ser negra.

Em entrevista ao jornal inglês The Guardian, Kravitz explicou ainda que não sabe se a negativa veio do próprio diretor Christopher Nolan ou de outro responsável pela escalação do elenco. Entretanto, a atriz ouviu que não seria aceita para o papel por ser uma “mulher de cor” e “urbana”, termos considerados racistas.

“Eu não sei se veio diretamente do Chris Nolan. Acho que provavelmente foi um diretor de elenco, ou um assistente do diretor de elenco… Mas sendo uma mulher e uma atriz negra e ouvir, na época, que eu não funcionaria por ser uma mulher de cor, e a palavra 'urbana' sendo jogada daquela maneira, aquilo deixou o momento bem difícil", declarou a atriz.

A atriz não revelou se sua audição foi para o papel de Selina Kyle, a Mulher-Gato. No filme em questão, o papel foi dado à atriz Anne Hathaway. No novo “Batman”, Zoë Kravitz faz a sua versão da anti-heroína ao lado de Robert Pattinson, que vive Bruce Wayne/Batman.

Batman estreou na última quinta-feira (3) nos cinemas brasileiros. O longa é até agora a maior arrecadação de bilheteria do ano e já tem data de estreia no streaming. O filme entra no catálogo da HBO Max em 17 de abril, 45 dias depois de sua estreia nos cinemas.

Comentários

Últimas notícias