POLÊMICA

Pâmella Holanda rebate acusações de homofobia contra ex-assessor: 'causou prejuízo de R$ 17 mil'

A influenciadora afirmou que Juan Patric, seu ex-assessor, não era uma pessoa profissional

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 03/05/2022 às 15:13 | Atualizado em 03/05/2022 às 15:30
Reprodução/Instagram
Juan Patric denunciou Pâmella Holanda por homofobia - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Pâmella Holanda, ex-mulher de DJ Ivis, se envolveu em uma grande polêmica na manhã desta terça (3). Juan Patric, seu ex-assessor, acusou a influenciadora de homofobia em áudios divulgados.

Em entrevista ao jornalista Léo Dias, do Metrópoles, a loira se pronunciou sobre o assunto. "Ele quer fama mesmo, sempre almejou isso (…) Alguns administradores de perfis de fofoca que eu sou amiga me contaram que ele está desde sábado (30/4) mandando isso (acusações)", iniciou.

Pâmela diz que Juan quer fama e seguidor, e que ele apenas "abraçou a bandeira" da comunidade LGBTQI+. "Se eu fosse homofóbica, você acha que eu estaria com um gay me assessorando? Com um gay dentro da minha casa?", disse.

A influenciadora ainda contou que a equipe demitiu o assessor em dezembro de 2021, e que ele não era um bom profissional.

"Ele não era profissional, não rendia, não entregava, mentia, aí isso tudo foi acumulando e a equipe resolveu retirar ele, isso em dezembro do ano passado. Ou seja, tem um tempo que ele já não trabalha pra gente", disse.

Pâmela contou ainda que Juan causou um prejuízo de R$ 17 mil, após "sumir" e não postar uma publicidade no Instagram.

"Ele passou uma semana sem responder ninguém, sumiu, deu um prejuízo da gente de R$ 17 mil (…) A gente tinha fechado uma publi e tinha que entregar dois posts para poder subir e eles fazerem o pagamento e ele simplesmente sumiu", disse.

Entenda a polêmica envolvendo Pâmella e Juan

Juan publicou uma série de Stories desabafando sobre a situação vivida com Pâmella.

"Não foi e nem está sendo fácil trazer isso a público, pois compreendo que estou denunciando alguém por crimes graves e poderá gerar consequências sérias", disse.

Ele expôs áudios e acusou a influenciadora de ter sido homofóbica com ele, e por isso não iria se calar. "Seria hipocrisia da minha parte, uma pessoa que defende e faz parte do movimento LGBTQIA+, abafar um caso como esse. Nada compra meu silêncio", escreveu.

"Trabalha direito, faz as coisas direito. Deixa de mimimi, deixa de drama. Eu sei que tu é gay e tudo mais, Patric, mas tenha uma postura de homem", dizia o áudio.

Comentários

Últimas notícias