LEGALIZAÇÃO

Em polêmica com Wanessa Camargo, Dado Dolabella defende maconha após ser preso

Dado Dolabella seria o pivô da separação de Wanessa Camargo e Marcus Buaiz

Pedro Oliveira
Pedro Oliveira
Publicado em 13/05/2022 às 16:31
Instagram/Reprodução
Dado Dolabella é apontado com o pivô da separação de Wanessa Camargo e Marcus Buaiz - FOTO: Instagram/Reprodução
Leitura:

Dado Dolabella se tornou um dos assuntos mais comentados da internet na última semana. Isso porque o ator de 41 anos é apontado como o pivô da separação de Wanessa Camargo e Marcus Buiz. Esses dois últimos, inclusive, assinaram o divórcio nesta sexta-feira (13). 

Neste mesmo dia, Dado Dolabella recorreu ao seu perfil oficial nas redes sociais para falar sobre o preconceito que gira em torno da maconha. Cabe lembrar que o ex - e, ao que tudo indica, atual - namorado de Wanessa Camargo foi detido pela polícia por porte ilegal de drogas em abril de 2022.

 

Para o ator, as ideias que giram em torno da maconha tem a ver com o racismo. No post feito no Instagram, ele defendeu o uso pessoal da substância.

"Eu ouvi alguém dizer MÁ.CONHA? Isso é coisa de coloniza.dor/explora.dor que perpetua até hoje. Vale tanto pra medicina trazida pelos pretos da África, quanto para suas crenças religiosas", iniciou Dado Dolabella. 

"Como também falam e sempre falaram da MÁ.CUMBA… Que de má só tem na cabeça de quem criminaliza. Engraçado que a mesma mídia que fala mal, fala bem. Vcs conseguem enxergar a manipulação deles indo pelo ralo?", continuou o ex-namorado de Wanessa Camargo.

"Passe para o lado e veja o quanto sempre estiveram errados. Pois assim ganham mais dinheiro… Perdoai-vos senhor, eles não sabem o que estão dizendo/fazendo…", concluiu Dolabella a publicação. 

Dado Dolabella já foi preso; porte de drogas

Dado Dolabella foi detido pela Polícia Militar de São João D'Aliança no dia 12 de abril, conforme informou a coluna Na Mira, do Metrópoles. Com ele, as autoridades acharam 12 gramas de maconha.

Enquadrado como crime de baixo potencial ofensivo, Dado Dolabella precisou assinar um Termo Circunstanciado do Ocorrência (TCO) e, em seguida, foi liberado.

Comentários

Últimas notícias