Combate à desinformação

Ferramenta de checagem Confere.ai, desenvolvida no SJCC, é finalista no Prêmio Sigma de jornalismo de dados

Confere.ai foi incorporado aos sites do Sistema Jornal do Commercio (NE10, JC, Rádio Jornal e TV Jornal). Desenvolvimento ocorreu em parceria com a startup Verifica.ai, pesquisadores da Unicap e teve financiamento do Google News Initiative

JC
JC
Publicado em 07/05/2021 às 20:01
Notícia
reprodução
confere.ai - FOTO: reprodução
Leitura:

O Confere.ai, medidor de características de desinformação desenvolvido pelo Sistema Jornal do Commercio em parceria com pesquisadores da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) e a startup Verific.ai, é finalista do Sigma Awards, o maior prêmio de jornalismo de dados do mundo. A ferramenta, lançada em 2020, é um dos 141 projetos de 35 países que passarão para a próxima fase do concurso. Na primeira fase foram 545 inscritos. O Confere.ai foi um dos 18 projetos selecionados da América Latina pelo júri, formado por 21 especialistas em jornalismo de dados.

O Sigma Awards é uma competição para celebrar o melhor do jornalismo de dados de todo o mundo. Em seu segundo ano, pretende capacitar e dar visibilidade à comunidade global de jornalistas que trabalham na área. Em 2021, tem como objetivo destacar o melhor jornalismo de dados feito sobre a pandemia, mas também outros temas, como política, esportes e meio ambiente.

O pré-júri que avaliou os trabalhos é formado por representantes de Google, Al Jazeera, Reuters, Internews e outros. Já o júri tem representantes da Escola de Jornalismo de Columbia (EUA), do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, da Rede Global de Jornalismo Investigativo e outros.

“Para nós, que trabalhamos ao longo de um ano desenvolvendo a ferramenta com uma equipe multidisciplinar, estar entre os finalistas é uma honra. Não só pelo nível do prêmio e dos demais selecionados, como também por colocar nela um projeto desenvolvido pelo jornalismo pernambucano e nordestino”, afirma a coordenadora editorial do Confere.ai, Alice Souza, cujo trabalho de conclusão de curso no Mestrado em Indústrias Criativas da Unicap serviu de embrião para a ferramenta.

Alexandre Gondim
Dario Brito, Maria Luiza, Anthony Lins e Alice Souza: equipe que apresentou o Confere.Ai no desafio do Google - Alexandre Gondim

"Desde o momento que entramos em contato com os responsáveis pelo protótipo, ainda em 2018, percebemos que estava ali uma iniciativa fundamental de combate à desinformação, fenômeno que se popularizou com o nome de fake news", comenta Maria Luiza Borges, diretora de Estratégias Digitais do Sistema Jornal do Commercio. O desenvolvimento envolveu o uso de inteligência artificial com o objetivo de automatizar ao máximo a checagem de conteúdos e com isso ajudar no combate às notícias falsas.

Maria Luiza e Alice Souza, além dos pesquisadores Dario Brito e Anthony Lins, transformaram o protótipo em um projeto que foi apresentado ao desafio de inovação do Google, o Digital News Initiative (DNI), em 2019. E com isso conseguiram financiamento para custear o desenvolvimento.

“É muito gratificante saber que todo o nosso trabalho, tempo de desenvolvimento, pesquisa e estudo, serviu para produzir um projeto que trouxe um impacto positivo dentro da sociedade. Agora, com a notícia de estar na shortlist de uma premiação de alto impacto global, sinto uma sensação de dever cumprido por acreditar e fazer parte da ciência aplicada no combate à desinformação”, explica o líder técnico do Confere.ai, Matheus Marinho.

DESAFIO DE INOVAÇÃO

Desenvolvido após ser um dos 30 projetos selecionados pelo Desafio de Inovação do Google News Initiative (GNI), o Confere.ai é um medidor de características de desinformação, que utiliza técnicas de inteligência artificial e identifica padrões de conteúdos falsos ou enganosos. A ferramenta responde ao usuário com o nível de desinformação, que pode ir de mínimo - selo para links e textos com poucos indícios de serem enganosos - a crítico, para notícias com muitas características presentes em uma desinformação.

O projeto foi lançado em duas versões. A primeira delas, habilitada apenas para checagem de links, entrou no ar em 24 de setembro. A segunda, com o acréscimo da função de checagem de textos, entrou no ar em outubro do ano passado. A ferramenta nasceu para ser um filtro e foi lançada em um momento vital para o combate à desinformação: o encontro entre a infodemia da covid-19 e a campanha eleitoral municipal de 2020. O Confere.ai também produziu mais de 70 reportagens para ensinar a identificar boatos e mentiras que circulam nas redes sociais, publicados nos sites do JC Online, NE10, Rádio Jornal e TV Jornal.

A ferramenta está disponível no site confere.ai e também pode ser incorporada por qualquer site interessado através de um widget disponibilizado pelos desenvolvedores.

Comentários

Últimas notícias