ELEIÇÕES 2022

Marqueteiros estariam recusando trabalho na campanha de Sergio Moro

Em terceiro lugar nas pesquisas, Sergio Moro tenta viabilizar sua candidatura de "terceira via"

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 28/12/2021 às 8:33
EVARISTO SA / AFP
Sérgio Moro. - FOTO: EVARISTO SA / AFP
Leitura:

Ainda tentando encontrar formas de se viabilizar para as eleições presidenciais de 2022, Sergio Moro (Podemos) esbarra em uma nova dificuldade. De acordo com a colunista Malu Gaspar, do O Globo, o ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) estaria com problemas para arrumar um marqueteiro para sua campanha.

Como conta a colunista, dois marqueteiros receberam aproximações da equipe de Sergio Moro e alegaram não poder pegar o trabalho por já estarem ocupados com outras demandas. A verdade, porém, vai além da polidez.

“Não vou trabalhar para alguém que fez de tudo para criminalizar nossa atividade. Somos só prestadores de serviço, mas fomos tratados como bandidos”, afirmou um dos marqueteiros à colunista.

Vale lembrar que, na época da Lava Jato, a operação chegou a atingir grandes nomes do marketing político, como João Santana e Renato Pereira. O atual marqueteiro de Ciro Gomes (PDT), inclusive, chegou a ser preso com a esposa.

Enquanto isso, Sergio Moro segue na luta para viabilizar sua candidatura. Após um 'boom' nas pesquisas, causado pelo lançamento oficial do seu nome pelo Podemos, o ex-juiz começa a encolher nos levantamentos.

Comentários

Últimas notícias