Blog O Viral
O Viral

Se tem um repórter que não vive sem pauta, é o Viral. De notícias curiosas às novidades do seu seriado ou filme favorito, tá tudo aqui.

VER PERFIL
É o amor!

Noivo é atropelado no dia do casamento, passa por cirurgia e sobe ao altar em uma cadeira de rodas

As imagens do casamento chamaram atenção e viralizaram nas redes sociais

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 15/10/2021 às 21:21
Notícia
REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
O casamento foi realizado mesmo com o noivo em uma cadeira de rodas - FOTO: REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS
Leitura:

*Com informações do G1

Um noivo subiu ao altar em uma cadeira de rodas horas após ser atropelado em Araguaína, no norte do Tocantins, no último domingo (10). As imagens do casamento, como era de se esperar, chamaram atenção e viralizaram nas redes sociais.

O policial militar Silvio Anderson da Silva Vanderlei foi atropelado horas antes da cerimônia e sofreu uma fratura exposta perto do tornozelo. Mesmo passando por uma cirurgia de urgência, ele decidiu se casar e apareceu na festa de cadeira de rodas.

Anderson saiu de motocicleta, na manhã do dia da cerimônia, que ocorreu no último domingo (10), para cortar o cabelo. "Era manhã. Ele estava de moto e foi atingido por um carro. Eu estava no salão a uma esquina do acidente e vi ele todo ensanguentado", conta Ana Paula Barbosa, mulher do policial.

A, agora, esposa do oficial afirmou que o ato foi uma "declaração de amor". Anteriormente, a mulher já tinha perdido um marido, que foi morto em um assalto.

"Ele é a primeira pessoa que tive depois de ter ficado viúva. Passei anos trancada. No momento do acidente achei que ele também não ia sobreviver porque naquele momento a gente não sabe o que realmente aconteceu. Tremi as pernas, comecei a bater os queixos era como se eu estivesse revivendo aquele trauma. Eu estava fora de mim e anestesiada pelo choque. Ele foi para o hospital de emergência e precisei ir para a UPA", contou Ana Paula.

A mulher afirmou que passou o dia chorando e conta que a decoração da festa chegou a ser desmontada, sendo remontada posteriormente.

"Fiquei com o rosto inchado de tanto chorar. Eu estava em choque e queria em outra data, mas ainda bem que aconteceu. Ele fez uma declaração de amor mais que perfeita. Teve tanto amor por mim e respeito por todos que estavam ali. Ele parece um super-herói. Mesmo quebrado ele estava lá, ainda com efeito de medicamentos, sem poder se mexer direito. Não teve uma pessoa que não chorasse no casamento", relata ela.

De acordo com o amigo, padrinho e "cupido" do casal, o policial Messias Ribeiro, mesmo sendo socorrido, o homem insistiu em casar no mesmo dia.

"Foi uma saga. Ele foi socorrido pelo Samu, se manteve consciente e falava o tempo todo que queria casar naquele dia, independente de qualquer coisa. Deu entrada no centro cirúrgico, foi imobilizado, fez uma cirurgia de limpeza e médicos disseram que ele precisa de mais um procedimento. Ele foi pra cerimônia e saiu do casamento direto para o hospital. Foi uma solenidade emocionante, cheia de expectativas e superação", disse o padrinho.

O capitão Vanderlei ficou internado em um hospital particular até a última terça (12), onde realizou vários exames. Seu estado de saúde é estável.

Comentários

Últimas notícias