Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Adversários do Náutico na Série B: cinco nordestinos e o único representante do Norte

Davi Saboya
Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 27/05/2021 às 14:41
Allan Aal (D) foi contratado  para dirigir o CRB na Série B. Foto: Victor Martiniano/Divulgação
Allan Aal (D) foi contratado para dirigir o CRB na Série B. Foto: Victor Martiniano/Divulgação
Leitura:

Na Série B do Campeonato Brasileiro mais difícil da história, o Náutico enfrentará seis velhos conhecidos. São eles: os nordestinos CRB, CSA, Confiança, Sampaio Corrêa e Vitória, além do único representante do Norte, o Remo. Esse não disputava a Segundona há 13 anos, mas contém na história vários confrontos travados com o Timbu em competições nacionais e também na extinta Copa Norte-Nordeste.

LEIA MAIS

> Adversários do Náutico na Série B: as três maiores pedreiras

> Adversários do Náutico na Série B: o sempre forte “bloco do Sul”

> Adversários do Náutico na Série B: os tradicionais de Campinas e Goiás

Entre adversários do Nordeste, apenas dois foram campeões estaduais. Em Alagoas, o CSA bateu o rival CRB na final e conquistou o 40ª título. Mesmo com a saída do técnico Mozart Santos, o Azulão do Muntage não sofreu tanto e conseguiu prosseguir com o planejamento sob o comando do treinador Bruno Pivetti. Por sinal, os destaques da equipe passaram por Pernambuco: os meias Bruno Mota (ex-Náutico) e Gabriel (ex-Sport).

Já o CRB demitiu o técnico pernambucano Roberto Fernandes (ex-Náutico e Santa Cruz) após o fracasso no Alagoano. Para  lugar dele, acertou com Allan Aal. O time de Maceió ainda está vivo e disputa a terceira fase da Copa do Brasil. No time titular, tem nomes conhecidos nacionalmente como o zagueiro Gum e o meia Wesley, ex-Sport.

LEIA MAIS

> Adversários do Náutico na Série B: os tradicionais de Campinas e Goiás

> Adversários do Náutico na Série B: o sempre forte “bloco do Sul”

> Confira a tabela do 1º turno da Série B do Campeonato Brasileiro

> Adversários do Náutico na Série B: as três maiores pedreiras

> Vargas: o único reforço do Náutico até agora para Série B

> Veja os dias, horários e locais dos jogos do Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro

> Com ambição de subir, Náutico foca atenções na ‘maior Série B de todos os tempos’ 

No Confiança, nada deu certo no começo desta temporada. Com o técnico Daniel Paulista, o time não passou da primeira fase na Copa do Nordeste e Copa do Brasil e não conseguiu nem disputar a final do Sergipano. O resultado não poderia ser outro para a Série B: troca no comando.

Aos 38 anos, Rodrigo Santana, que ganhou projeção nacional dirigindo o Atlético-MG, assumiu o time proletário para a primeira experiência no Nordeste. No elenco, nomes experientes como os atacantes Willians e Neto Berola, além do lateral-esquerdo e cria da base do Sport, Luciano Juba.

O outro campeão estadual, o Sampaio Corrêa, apostou no técnico português Daniel Neri, ex-Salgueiro. Ele assumiu o comando da Bolívia Querida na reta final do Estadual e conseguiu o título em cima do Moto Club. No entanto, na tarde desta quinta-feira, de forma surpreendente, o clube comunicou a saída do treinador em comum acordo. Os principais nomes do time são conhecidos no Nordeste: o meia Pimentinha e o experiente atacante Ciel.

Em Salvador, no Vitória, a ideia é apagar a sofrida campanha do ano passado, quando quase foi rebaixado para a Série C. Com o time sub-23, não conseguiu chegar na final do Baiano, foi eliminado da Copa do Nordeste nas semifinais e ainda está vivo na terceira fase da Copa do Brasil. No elenco, nomes conhecidos no Recife: o lateral-direito Raul Prata (ex-Sport) e o zagueiro João Victor (ex-Santa Cruz).

Por fim, o Remo busca primeiramente a permanência na Série B. O tradicional clube do Norte passou 13 anos fora da Segundona. Nesta temporada, manteve uma base de 2020 e realizou contratações pontuais. Como, por exemplo, investiu no centroavante Edson Cariús para ser a referência do ataque e manteve o habilidoso meia Gedoz. Assim como Vitória e CRB, ainda está vivo na terceira fase da Copa do Brasil.

RAIO-X

Clube de Regatas Brasil

Fundação: 20 de setembro de 1912

Principais títulos: 31 títulos do Campeonato Alagoano.

Time-base: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Frazan e Guilherme Romão; Claudinei, Wesley e Diego Torres; Luidy, Calyson e Hyuri.

Técnico: Allan Aal.

Destaques: Gum (zagueiro) e Wesley (meia).

Desempenho em 2021: eliminado da Copa do Nordeste nas quartas de final, vice-campeão estadual e ainda está vivo na terceira fase da Copa do Brasil.

Centro Sportivo Alagoano

Fundação: 7 de setembro de 1913

Principais títulos: 40 títulos do Campeonato Alagoano e a Série C (2017).

Time-base: Thiago Rodrigues; Noberto, Matheus Felipe, Lucão e Vitor Costa; Geovane, Nadson, Bruno Mota e Gabriel; Aylon e Marco Túlio.

Técnico: Bruno Pivetti.

Destaques: Bruno Mota e Gabriel (meias).

Desempenho em 2021: eliminado da Copa do Nordeste nas quartas de final, campeão alagoano e caiu fora da Copa do Brasil na segunda fase.

Associação Desportiva Confiança

Fundação: 1 de maio de 1936

Principais títulos: 22 títulos do Campeonato Sergipano

Time-base: Rafael Santos; Leandro Silva, Isaque, Nery Bareiro e Luciano Juba; Bruno Sena, Marcelinho e Rafael Vila; Willians, Neto Berola e Everton.

Técnico: Rodrigo Santana.

Destaques: Willians e Neto Berola (atacantes).

Desempenho em 2021: eliminado na semifinal do Estadual e caiu fora da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil na primeira fase.

Sampaio Corrêa Futebol Clube

Fundação: 25 de março de 1923

Principais títulos: 35 títulos do Campeonato Maranhense, Copa do Nordeste (2018) e Série B (1972), Série C (1997) e Série D (2012).

Time-base: Mota; Sávio, Joécio, Victor Oliveira e Erick Daltro; Ferreira, André Luiz e Guilherme Teixeira; Pimentinha, Jajá e Ciel.

Técnico: em busca de um novo comandante.

Destaques: Pimentinha (meia) e Ciel (atacante)

Desempenho em 2021: eliminado da Copa do Brasil na primeira fase, caiu fora da Copa do Nordeste nas quartas de final e foi campeão estadual.

Esporte Clube Vitória

Fundação: 13 de maio de 1899

Principais títulos: 29 títulos do Campeonato Baiano e quatro vezes campeão da Copa do Nordeste (1997, 1999, 2003 e 2010).

Time-base: Ronaldo; Raul Prata, João Victor, Wallace e Pedrinho; João Pedro, Cedric e Soares; David, Samuel e Vico.

Técnico: Rodrigo Chagas.

Destaques: Raul Prata (lateral-direito), João Victor e Wallace (zagueiros).

Desempenho em 2021: jogou o Baiano com o sub-23, não passou da primeira fase, ainda está vivo na terceira fase da Copa do Brasil e foi eliminado nas semifinais da Copa do Nordeste.

Clube do Remo

Fundação: 5 de fevereiro de 1905

Principais títulos: 46 títulos do Campeonato Paraense e a Série C (2005).

Time-base: Vinícius; Thiago Ennes, Fredson, Jansen e Marlon; Uchôa, Siqueira e Gedoz; Dioguinho, Tocantins e Cariús.

Técnico: Paulo Bonamigo.

Destaques: Gedoz (meia) e Cariús (atacante).

Desempenho em 2021: terceiro lugar no estadual, vice-campeão da Copa Verde e ainda está vivo na Copa do Brasil na terceira fase.

Últimas notícias