Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

SÉRIE B

Após bombas em treinamento da Ponte Preta, polícia é acionada; clube se posiciona sobre o ocorrido

Nesta segunda-feira, a diretoria do clube alvinegro revelou que bombas foram atiradas no CT do Jardim Eulina durante o treinamento do elenco

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 21/06/2021 às 17:56
Notícia
REPRODUÇÃO/ PONTE PRETA
Ponte Preta está em crise. - FOTO: REPRODUÇÃO/ PONTE PRETA
Leitura:
A derrota no dérbi 200 para o Guarani, no último sábado, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), pela quinta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, não foi bem digerida pela torcida da Ponte Preta. Nesta segunda-feira, a diretoria do clube alvinegro revelou que bombas foram atiradas no CT do Jardim Eulina durante o treinamento do elenco.
"A Ponte Preta condena e refuta veementemente o ataque criminoso ocorrido nesta manhã ao CT do Jardim Eulina, no final da manhã, durante o treinamento dos atletas. A instituição enfatiza que não se trata de nenhuma ação de torcedores insatisfeitos, mas, sim, de vandalismo praticado por marginais que, de posse de um veículo de cor vermelha, pararam na rodovia Anhanguera e jogaram bombas e morteiros no gramado do CT", disse parte da nota da Ponte Preta.
Ainda segundo o clube paulista, a segurança interna já havia recebido informações de que isso poderia acontecer e acionou a Polícia Militar, que perseguiu os bandidos.
"Um dos artefatos passou bem próximo e estourou perto dos atletas em treinamento. A segurança da Ponte Preta já tinha recebido informações anônimas sobre possibilidade de ataque e antecipadamente acionou a polícia, que estava na entrada do CT quando ocorreu o ataque e perseguiu os bandidos, que escaparam pela Rodovia Anhanguera", prosseguiu a nota oficial.
"Todas as medidas legais já estão sendo tomadas pela Ponte Preta. A Polícia está esclarecendo os fatos e levantando a identificação do quarteto, inclusive junto a testemunhas que viram de perto a ação na pista, e um segundo carro que teria participado da ação, "escoltando" o primeiro veículo, já teve as placas identificadas", completou a Ponte Preta.
A Ponte Preta amarga a lanterna e, sem vitórias, soma apenas um ponto na Série B. Em busca da reabilitação, o time do técnico Gilson Kleina receberá o Operário-PR nesta terça-feira, às 19 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela sexta rodada.

GUARANI 

A vitória contra a Ponte Preta ainda está na memória, mas o Guarani não tem muito mais tempo para festejar. Afinal, o clube paulista visitará o Remo no estádio Baenão, em Belém, nesta terça-feira, às 21h30, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Para esse duelo, o técnico Daniel Paulista terá dois desfalques.
Autor do gol da vitória, o meia Régis está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e sequer viajou, assim como o atacante Bruno Sávio, fora pelo mesmo motivo. Andrigo, Matheus Souza e Lukão do Break brigam por duas vagas no sistema ofensivo.
"É uma viagem longa, desgastante. Chegaremos só de madrugada na capital. Então vamos procurar descansar, recuperar os atletas. E vamos com força, dentro daquilo que a gente acredita que é o melhor para o momento, para o Guarani fazer um bom jogo também na próxima terça-feira", analisou Daniel Paulista.
O resultado deixou o Guarani na quinta colocação com os mesmos oito pontos do Botafogo, que fecha o G4 por causa do saldo de gols (3 a 2).
"Eu espero a mesma dificuldade que tivemos até agora. O campeonato está só começando, tem muita coisa para acontecer. O Guarani está em um momento de montagem, um momento de crescimento. Isso é muito bom. É lógico que você trabalhar sempre com resultados positivos e vencendo o nosso maior rival, isso traz uma confiança, traz uma credibilidade maior. Mas a gente tem consciência que o campeonato foram só cinco rodadas. Temos que continuar trabalhando, continuar melhorando. A dificuldade só vai aumentar com o passar dos jogos", completou o treinador.
O Guarani deve começar jogando com Gabriel Mesquita; Diogo Mateus, Thales, Carlão e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade, Andrigo e Matheus Souza (Lukão do Break); Júlio César e Matheus Davó.

Últimas notícias