Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Tricolor

Após Anderson, Maycon Cleiton e Jordan, estreia de Geaze mantém bom retrospecto de goleiros no Santa Cruz

Jovens goleiros no Santa Cruz desbancaram nomes experientes nos últimos anos

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 27/06/2021 às 15:33
RAFAEL MELO/MYPHOTO PRESS/SCFC
OPÇÃO Geaze fez o primeiro jogo pelo profissional do clube e foi o herói inesperado do Santa Cruz no empate contra o Volta Redonda, fora de casa - FOTO: RAFAEL MELO/MYPHOTO PRESS/SCFC
Leitura:

A notícia de que o Santa Cruz não contaria com seu goleiro titular, Jordan, e o reserva Marcão, ambos com covid-19, para a partida contra o Volta Redonda, no Rio de Janeiro, deixou a torcida coral preocupada. Ainda mais porque a opção para a vaga, o jovem goleiro Geaze, não jogava desde o dia 4 de abril, quando defendia o Freipaulistano no Campeonato Sergipano.

O adversário do Santa Cruz chegou ao jogo com 7 gols marcados em quatro jogos e nenhuma derrota em casa nesta Sére C. Tudo apontava para um cenário difícil ao arqueiro coral. Mas Geaze não se intimidou, e mesmo sem ritmo fez ao menos quatro ótimas defesas, foi o herói do jogo e segurou o placar em 0x0, que garantiu um ponto ao Tricolor fora de seus domínios.

>> Geaze faz boa estreia no Santa Cruz e tem protagonismo inesperado

>> Fora de casa, Santa Cruz empata mais uma e vira lanterna na Série C

Aos 26 anos, Geaze fez seu primeiro jogo pelo profissional do clube, aos 26 anos, ele é cria da base e retorna ao Arruda após sete anos fora. O guarda-redes pode voltar à titularidade no próximo sábado (3), diante do Paysandu no Estádio do Arruda. Irá depender, também, da recuperação de Jordan e Marcão até lá.

A boa partida do terceiro goleiro do Santa Cruz mostra que o Arruda vem sendo um bom lugar para desenvolvimento dos arqueiros. Depois da saída do ídolo coral Tiago Cardoso, no fim de 2016, a diretoria apostou em nomes experientes para a meta como Ricardo Ernesto, Júlio César e Tiago Machowski. Mas a partir de 2019,  o clube viu que o melhor caminho era apostar em goleiros jovens e formados na base que ganharam espaço. Anderson abriu a fila e foi seguido por Maycon Cleiton e Jordan.

Anderson, o ''filho de Tiago Cardoso''

Caio Falcão/Náutico
Goleiro Anderson ex-Santa Cruz - Caio Falcão/Náutico

O Santa Cruz promoveu diversas mudanças no gol nas últimas temporadas. Em 2018, o goleiro Tiago Machowski começou a temporada como titular, mas perdeu o posto para o veterano Ricardo Ernesto. Em 2017, por exemplo, o experiente Júlio César assumiu a titularidade e depois foi desbancado por Jacsson. Já em 2016, Tiago Cardoso, até então intocável no Tricolor, chegou a ser colocado no banco de reservas na Série A e Edson Kolln ficou com a vaga.

Porém, em 2019,  Anderson chegou ao Santa Cruz aos 20 anos, com aval do então presidente Constantino Júnior, e por empréstimo junto ao Palmeiras até o fim daquele ano. Ele ganhou a confiança do técnico Leston Júnior e da torcida, após partida com time misto diante do Petrolina e desbancou Ricardo Ernesto. Apelidado pela torcida de filho de Tiago Cardoso pela aparência e pelas boas atuações, Anderson deixou o clube nove meses depois de sua chegada para defender o Athletico-PR. 

Maycon Cleiton

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Maycon Cleiton foi destaque do Santa Cruz - RAFAEL MELO/SANTA CRUZ

Com a saída de Anderson, um prata da casa ganhou espaço na disputa pela camisa 1 tricolor, Maycon Cleiton, que tinha apenas 21 anos em 2020. Ele ganhou sua primeira oportunidade como titular na estreia da temporada – desbancando companheiros mais experientes na posição, como Luiz Fernando.

As boas atuações chamaram atenção do futebol nacional e o arqueiro se tornou atleta do Red Bull Bragantino. No início deste ano, Maycon teve 80% dos seus direitos econômicos adquiridos pelo clube paulista, que disputa a Série A do Campeonato Brasileiro.

Natural de Cuiabá-MT, Maycon Cleiton de Paula Azevedo chegou ao Santa Cruz em 2018. Com passagens pelas categorias sub-20 e sub-23, ele foi alçado à titularidade pelo técnico Itamar Schulle, após a aposentadoria do ídolo Tiago Cardoso, que voltou ao Tricolor de aço para fazer sua despedida dos gramados.

Jordan

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Com Covid-19, Jordan não pôde atuar contra o Volta Redonda - RAFAEL MELO/SANTA CRUZ

Com as saídas de Maycon Cleiton e Luiz Fernando, o Santa Cruz iniciou a temporada atual com uma dúvida no gol. Mas, após boas partidas diante do Vitória de Santo Antão, pelo Estadual, e Vitória/BA, pela Copa do Nordeste, Jordan conseguiu a titularidade. No clube desde o ano passado, ele saiu na frente de Felipe e Martín Rodríguez.

Por coincidência, a estreia de Jordan se deu pelas mesmas condições que a de Geaze. Em outubro do ano passado, o goleiro foi acionado no time titular pela primeira vez, após Maycon Cleiton e Luiz Fernando serem diagnosticados com covid-19. Na ocasião, fez partida segura contra o Treze/PB, pela Série C.

Jordan, inclusive, já falou sobre a intenção se seguir os passos de Anderson e Maycon Cleiton. "Estou trabalhando e focado para aproveitar a chance e continuar dando sequência ao meu trabalho, como foi com Anderson e Maycon Cleiton. Eles me inspiram, o Santa não tem medo de arriscar, não tem medo de botar os garotos da base para jogar. Se eu continuar trabalhando da maneira certa e honesta minha hora vai chegar. Estou aqui para aproveitar a oportunidade", contou ele em entrevista no início de 2021.

%MCEPASTEBIN%

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
CAMISA 1 Jordan pode se transferir para o Atlético-GO em janeiro - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Maycon Cleiton foi destaque do Santa Cruz - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Artes JC
loterias - FOTO:Artes JC

Comentários

Últimas notícias