Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

ARRUDA

André Frutuoso está deixando a vice-presidência do Santa Cruz

Alvo de violência por parte de uma organizada do clube, advogado passou a andar com seguranças armados e, agora, renunciou ao cargo coral

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 26/07/2021 às 21:06
Notícia
Foto: acervo pessoal
André Frutuoso comunicou sua saída do Santa Cruz após ser alvo de violência - FOTO: Foto: acervo pessoal
Leitura:

A cúpula do Santa Cruz sofreu mais um desfalque. Depois do presidente do conselho deliberativo, Mário Godoy, que se afastou do cargo, o vice-presidente do clube, André Frutuoso, em reunião na noite desta segunda-feira (26), anunciou sua saída do Tricolor. O motivo da renúncia ao cargo é bem evidente e praticamente o mesmo de Godoy: violência. Na última sexta-feira, dia 23,  André Frutuoso teve seu escritório de advocacia, localizado no bairro do Espinheiro, zona norte do Recife, como alvo de um ato de vandalismo por parte de integrantes de uma torcida organizada do próprio clube. A ação aconteceu por volta das 14h, quando o escritório ainda tinha funcionários e clientes. Temendo algo pior, André Frutuoso deixou o clube.

Os vândalos destruíram a porta de vidro do escritório de André Frutuoso, ainda soltaram fogos de artifício e levaram uma faixas pedindo a sua saída do Arruda. O advogado ficou arrasado após ver a depredação. Ontem, prestou queixa na delegacia. "Desde que aconteceu o episódio que ando com seguranças fortemente armados e também reforcei o sistema de segurança do escritório, que agora está monitorado durante 24 horas. É uma situação lamentável e sem precedentes. Eu nunca vi escritórios de outros ex-presidentes, como Romerito Jatobá e Alírio Moraes, serem depredados. O que aconteceu é algo absurdo", lamentou o advogado, em entrevista concedida ao Blog do Torcedor.

Frutuoso revelou que a família ficou assustada com o episódio e, como era esperado, pediu para que ele deixasse o Santa Cruz. "Todos ficaram angustiados, com medo. O que aconteceu não tem explicação", disse. Logo após prestar queixa à Delegacia de Repreensão e Intolerância Esportiva, teve uma reunião em sua própria casa, com o presidente Joaquim Bezerra, para anunciar que não vai mais seguir à frente da vice-presidência do Tricolor. "Agora é com a polícia. O trabalho de investigação já começou. E espero que as medidas necessárias sejam tomadas".

O Santa Cruz perde o seu segundo dirigente por conta da violência. O também advogado Mário Godoy não renunciou ao cargo, mas pediu licença do cargo de presidente do conselho deliberativo, após receber ameaças pelas redes sociais. Fatos lamentáveis que, além espalhar medo, não ajuda em nada para o crescimento do Santa Cruz.

Comentários

Últimas notícias