Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Vacilou, levou

Entre altos e baixos, Pipico chega a marca de 100 jogos pelo Santa Cruz

De xodó da torcida a criticado, atacante viveu montanha-russa com a camisa tricolor e vai chegar a marca centenária pelo clube

JC
JC
Publicado em 11/08/2021 às 20:50
Notícia
Brenda Alcântara/JC Imagem
Pipico chegará aos 100 jogos com a camisa do Santa Cruz - FOTO: Brenda Alcântara/JC Imagem
Leitura:

Por Raldney Alves

"Vacilou, levou!" Foi assim que o torcedor do Santa Cruz ovacionou Pipico várias vezes no Estádio do Arruda. Aos 36 anos, o atacante já balançou as redes vestindo a camisa tricolor em 41 oportunidades. Neste domingo (15), diante do Ferroviário, Pipico vai chegar a marca de 100 jogos pelo Santa Cruz.

Pela marca especial, o Blog do Torcedor relembra os momentos vividos pelo atacante nesses quase 100 jogos no Santa Cruz.


Chegada empolgante

Pipico estava no Macaé quando foi contratado para a disputa da Terceira Divisão nacional pelo Santa Cruz em 2018 e logo se destacou. Em nove jogos, marcou seis gols e caiu na graça do torcedor. A diretoria também se agradou do desempenho do centroavante, e anunciou, em agosto, a renovação do contrato dele para a temporada 2019. 

A decisão se mostrou bem acertada, e em 2019 Pipico foi o principal nome do Santa Cruz mais uma vez. No ano de uma Série C em que o Tricolor do Arruda sequer conseguiu se classificar para o mata-mata, o atacante balançou as redes 16 vezes em 30 jogos disputados, uma média de 0,53.

Nesse mesmo ano, Pipico se tornou o artilheiro do Santa na Copa do Nordeste, na Série C e ainda alcançou a artilharia geral da Copa do Brasil.

Insucessos e reafirmação da importância


Na temporada 2020, Pipico permaneceu em boa forma. Foram 12 vezes balançando as redes em 35 jogos disputados. O trunfo até então para coroar a tão boa fase no Santa Cruz seria o acesso para Série B. Não veio. O Santa bateu na trave na parte eliminatória da competição, e apesar da importância no elenco, o objetivo principal não foi alcançado.


Já na temporada 2021, Pipico atravessou o pior momento dele com a camisa coral. Criticado pela ausência de gols e do brilho que já tinha apresentado em outros momentos, o atacante ainda teve a infelicidade de viver isso paralelamente a uma fase muito complicada para a Cobra Coral. O Santa é lanterna da Série C com apenas seis pontos em 11 rodadas.


A primeira vitória veio somente no último jogo, um 2x0 diante do Floresta, mas com um dos gols saindo justamente dos pés de Pipico. Foi o terceiro dele na Série C, de seis que o Santa marcou em toda a competição. Em meio a um caos que o Santa Cruz vive na Terceirona, Pipico desponta, mesmo discretamente, como uma figura importante para o Tricolor, mais uma vez.


Pipico vai chegar ao 100º jogo com a camisa do Santa Cruz neste domingo, e embora tenha vivido uma trajetória de altos e baixos até agora, vai deixando o seu nome marcado na história recente do clube.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SANTA CRUZ

Comentários

Últimas notícias