Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

TIMBU

Com a volta da torcida e do futebol de intensidade, Náutico mostra que ainda segue na luta pelo acesso

Contra o Goiás, o Timbu foi ofensivo, e conseguiu os três pontos diante do Goiás de forma merecida e os alvirrubros fizeram bem seu papel na arquibancada

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 06/10/2021 às 10:11
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Camutanga marcou o terceiro gol do Náutico na vitória sobre o Goiás. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Havia uma expectativa gigante para a partida do Náutico contra o Goiás. Primeiro pela volta do torcedor aos Aflitos.

E outra sobre o comportamento do time após a vitória sobre o Operário-PR, na rodada anterior. Fora de casa, o Timbu venceu com uma boa dose de sorte.

Aguentou a pressão, tomou um gol e conseguiu marcar duas vezes em dois lances ofensivos. 

Veja a classificação atualizada da Série B e a posição do Náutico

É claro que a sorte ajuda a quem trabalha. Mas faltava a convicção que o Náutico poderia estar começando uma nova vida na Série B. Contra o Goiás foi assim.

O Timbu apresentou aquele futebol intensivo que fez o torcedor acreditar no acesso. Com a volta de Jean Carlos, a equipe foi para cima do Esmeraldino nem medo de ser feliz.

Acabou sendo surpreendido ao sofrer o primeiro gol da partida, mas não se abateu e venceu por 3x2. 

Veja mais sobre o Náutico e o futebol pernambucano com Escrete de Ouro da Rádio Jornal

O Náutico mostrou a velocidade e a fome de gols do início da Série B. A sintonia com a torcida foi visível. Os alvirrubros empurraram o time e os jogadores corresponderam.

Jean Carlos participou bem do jogo, se movimentando bastante. Mas Vinícius foi o grande destaque. Pelo lado do campo, só deu ele.

Numa das jogadas, deu uma arrancada do meio de campo ao ataque que impressionou tanto que deixou Jaílson tão atônito que acabou perdendo uma chance incrível. 

Caio Dantas parece que encontrou o caminho das redes. Contra o Operário deixou sua marca. Diante do Goiás, foi dele o gol que abriu o caminho da virada e da vitória.

Foi importante demais na movimentação do setor ofensivo, deixando a zaga do Goiás sempre em alerta com sua presença. 

Deixei para o último parágrafo o ponto que chamou minha atenção logo no começo da partida: o duelo dos goleiros. Tadeu, do Goiás, é uma muralha.

E Anderson, mais uma vez, mostrou que é imprescindível para o time. Impressionante o arrojo, senso de colocação, frieza e elasticidade dos dois goleiros. 

Sem dúvidas, uma vitória para animar os alvirrubros. E numa Série B tão equilibrada, dá para acreditar que o Náutico tem forças, sim, para continuar lutando por vaga na Série A em 2022.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias