Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

"CONLUIO"

Nelsinho Baptista sabotado? Ex-árbitro fala que Santos entregou jogo para o Corinthians na goleada por 7x1 em 2005

Hoje deputado federal, Evandro Román foi o árbitro do clássico paulista em 2005

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 18/11/2021 às 12:27
ALEXANDRE GONDIM / JC IMAGEM
Nelsinho Baptista era o treinador do Santos em 2005 - FOTO: ALEXANDRE GONDIM / JC IMAGEM
Leitura:

Atualmente deputado federal pelo Patriota do Paraná, o ex-árbitro Evandro Román acabou soltando uma declaração polêmica para o futebol paulista na última quarta-feira (17). O político relembrou o 7x1 sofrido pelo Santos no Pacaembu, diante do Corinthians em 2005, e contou que o Peixe teria entregado a partida a fim de derrubar Nelsinho Baptista do comando técnico do clube do litoral paulista. Evandro foi o árbitro daquela partida.

"Eu vou cometer uma inconfidência aqui. Fui árbitro da Fifa durante muitos anos, mais de 25 anos. Eu quero que os senhores busquem depois junto ao YouTube um jogo que eu arbitrei no dia 6 de novembro de 2005, um 7 a 1 que ocorreu em Corinthians x Santos", contou. "Neste jogo, dentro de campo, liderado por um dos jogadores do Santos, houve um conluio, não com todos, para derrubar o treinador que na época era o Nelsinho Baptista", seguiu Evandro.

>> Após salvar Sport, Jair Ventura vai repetindo a dose no Juventude

>> Seleção da Jordânia pede comprovação de que goleira do Irã não é homem

>> Juninho Pernambucano revela desejo de virar treinador de futebol; confira

O deputado usou a declaração como uma analogia com a situação de Danilo Ribeiro, presidente do Inep, responsável pela aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O órgão sofreu com uma debandada de servidores na semana passada, sob alegação de interferência na formulação do exame.

"O que eles fizeram? Eles iam perder um jogo no interior de São Paulo? Não, eles tinham que perder um jogo para o maior rival, que era o Corinthians naquele momento. Entregaram e perderam de 7 a 1. Então eu quero dizer que, neste momento, me parece que o senhor Danilo Ribeiro, do Inep, está sendo 'boi de piranha', como foi também o senhor Nelsinho Baptista. Eu vivenciei isto dentro de campo", completou o ex-árbitro.

DIVULGAÇÃO/CAMARA.LEG
Evandro Román é deputado federal pelo Patriota-PR - DIVULGAÇÃO/CAMARA.LEG

O deputado não citou nomes do que seria o líder do "movimento" que teria sabotado o cargo de Nelsinho Baptista. Entre os jogadores do elenco daquele dia, estão: Saulo; Paulo César, Halisson (Wendell), Rogério e Kléber; Fabinho (Mateus), Heleno, Ricardinho e Giovanni; Geílson e Luizão (Basílio).

A goleada contou com três gols do argentino Carlitos Tévez e dois de Nilmar, além dos gols marcados por Marcelo Mattos e Rosinei para fechar a vitória corinthiana. Geílson descontou para o Santos.

O então técnico do Peixe, Nelsinho Baptista, não caiu após a derrota para o Corinthians. O treinador acabou permanecendo por mais duas semanas no cargo até o Santos ser derrotado pelo Brasiliense, em Brasília-DF.

Ricardinho e Luizão rebatem ex-árbitro

Atletas daquele elenco do Santos, o ex-meia Ricardinho - atualmente comentarista da TV Globo - e o ex-atacate Luizão se pronunciaram sobre a fala do ex-árbitro Evandro Román. Titulares do Peixe em 2005, ambos jogadores saíram em defesa dos companheiros de equipe em entrevista ao GE.

"Primeiramente, eu pensei em ignorar, porque é tão absurdo que nem merece resposta. Mas pelos jogadores que vestiram a camisa do Santos comigo, pela história que esses jogadores têm, eu não posso ficar quieto nessa situação, totalmente mentirosa. Não teve isso que ele falou e não pode ter dúvidas, ficar no ar sem resposta. As pessoas corretas não podem ouvir isso sem repudiar o que esse cara falou", contou Ricardinho.

"Vou falar o que para esse cara? Ele cita um jogador. Quem é esse jogador que entregou, f... o Nelsinho? Infelizmente, nosso dia era ruim. Deu tudo errado. Se ele é árbitro, político hoje, por que não parou o jogo? Podia parar, né, quando você vê que alguém está fazendo algo errado. Lamentável. É porque o nosso time não vivia um grande momento. Um cara desses, sei lá... Não dá nem vontade de falar, né? Eu nem sabia que ele existia mais", falou Luizão

Comentários

Últimas notícias