Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

CATEGORIAS DE BASE

Confusão marca Retrô x Santa Cruz pela semifinal do Pernambucano sub-13; entenda

Jogadores da base do Santa Cruz não entraram em campo diante do Retrô neste sábado (20)

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 20/11/2021 às 19:47 | Atualizado em 20/11/2021 às 19:54
CORTESIA/SANTA CRUZ F.C
Equipe sub-13 do Santa Cruz esteve presente no CT do Retrô na hora marcada - FOTO: CORTESIA/SANTA CRUZ F.C
Leitura:

Em dia de jogo válido pela semifinal do Campeonato Pernambucano sub-13, o Santa Cruz e o Retrô acabaram entrando em um impasse e a partida acabou não acontecendo, após o elenco da Cobra Coral não entrar em campo. Nas redes sociais, a Fênix acabou se declarando vencedora do confronto por W.O, alegando ter esperado mais de uma hora para o início da partida desde a hora marcada - 15h deste sábado (20) - no CT do Retrô, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife.

>> Assinou! Santa Cruz acerta com volante para próxima temporada; confira

>> Joaquim Bezerra permanece na presidência do Santa Cruz; Antônio Luiz Neto terá papel importante

Em contato com o Blog do Torcedor, o diretor geral das categorias de base do Santa Cruz, Anchieta Thorp, contou que o elenco sub-13 Tricolor estava presente no local da partida, mas um conflito acabou "motivando" o ato da Cobra Coral se negar a entrar no gramado para a partida

Segundo o dirigente, o Santa Cruz acabou sofrendo um certo tipo de retaliação da direção do Retrô, que não permitiu a entrada dos pais dos atletas Corais para acompanhar o confronto. Ainda de acordo com Thorp, no jogo de ida, em que a Fênix havia vencido por 1x0, a delegação adversária e os pais dos atletas foram recebidos no Estádio do Arruda e ficaram no setor das Sociais.

"Está no regulamento (a permissão de entrada dos pais). Recebemos a torcida do Retrô, os pais dos atletas, colocamos nas sociais do Estádio do Arruda. Ao chegar, hoje (20), os pais dos atletas foram proibidos de entrar", contou Anchieta. "Não só no regulamento, como na lei, exige ao adolescente o acompanhamento dos pais", completou Anchieta.

>> Visando futuro do clube, diretor geral da base do Santa Cruz diz: "Temos bons valores sendo monitorados"

Mas o conflito não ficou apenas nisso. O dirigente Coral também falou que um dos coordenadores da base, Denis Andrade, foi barrado de entrar no CT do Retrô por causa de um problema pessoal antigo com o presidente do clube de Camaragibe, Laércio Guerra. Os responsáveis pela equipe sub-13 tentou dialogar com o mandatário do Retrô, mas acabou não tendo sucesso e, em comum acordo com atletas, pais e diretoria, não entrando em campo.

CORTESIA/SANTA CRUZ F.C
Equipe sub-13 do Santa Cruz esteve presente no CT do Retrô na hora marcada - CORTESIA/SANTA CRUZ F.C

FPF

Até o momento da publicação da matéria, a súmula da partida envolvendo o Retrô e o Santa Cruz, válida pela semifinal do Campeonato Pernambucano sub-13, ainda não havia sido publicada. O resultado da partida, ou o desfecho do ocorrido, ainda não foi oficializado. A comunicaçao da Federação Pernambucana de Futebol também espera a publicação da súmula para comunicar o resultado oficial do confronto.

Santa Cruz emite nota; confira na íntegra

O Santa Cruz Futebol Clube, em respeito à sua grandiosa torcida e à sociedade em geral, vem a público comunicar os fatos ocorridos neste sábado (20), na sede do Retrô Futebol Clube do Brasil, que culminaram na não realização da partida entre o Santa Cruz e o referido clube, pela semifinal do Campeonato Pernambucano da categoria Sub-13.

A delegação do Santa Cruz dirigiu-se à sede do Retrô, local onde se realizaria a partida Sub-13, e foi surpreendida pela proibição da entrada dos pais dos atletas e do coordenador das categorias de base do clube coral.

Como é sabido, a categoria Sub-13 é composta por crianças e pré-adolescentes entre 10 e 13 anos de idade, e que, por lei federal, quando da realização de qualquer evento, por seus pais, tutores ou responsáveis legais.

Também na mesma condição, esses atletas devem se fazer acompanhados pelo coordenador técnico da categoria, que é o representante legal do clube para a realização da partida.

Lamentamos essa atitude discriminatória e desrespeitosa por parte da presidência do Retrô FC e informamos que já fizemos ciência do fato ocorrido ao Diretor de Competições da Federação Pernambucana de Futebol, o Sr. Gustavo Sampaio, para que o nosso clube não venha a sofrer punição pela FPF ao não concordar em realizar a partida sob tais circunstâncias.

Comentários

Últimas notícias