Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

crime

Jogo do Atlético-MG volta a registrar casos de importunação sexual contra mulheres

Só neste mês de novembro, três partidas do Atlético-MG tiveram boletins de ocorrência por importunação sexual

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 21/11/2021 às 11:54 | Atualizado em 15/03/2022 às 15:45
PEDRO SOUZA/ATLÉTICO-MG
Casos de importunação sexual voltaram a ser registrados nos últimos jogos do Atlético-MG no Mineirão - FOTO: PEDRO SOUZA/ATLÉTICO-MG
Leitura:

Mais uma partida do Atlético-MG teve relatos de casos de importunação sexual contra mulheres neste mês de novembro.

Os episódios mais recentes aconteceram na noite do último sábado (20), quando o Galo venceu o Juventude por 2x0 no Mineirão. Duas mulheres registraram boletim de ocorrência.

A primeira foi uma funcionária do estádio, que alegou ter sida agarrada à força por um homem e a outra foi uma torcedora, que disse que uma pessoa tocou em suas partes íntimas.

A Polícia Civil disse que solicitou à administração do Mineirão que disponibilize as imagens das câmeras de segurança dos setores onde os casos foram registrados para identificar os responsáveis.

Este foi o terceiro jogo apenas neste mês que relatos lamentáveis deste tipo foram registrados em partidas do Galo. 

O primeiro episódio foi na partida contra o Grêmio, dia 3. Karinne Marques, de 21 anos. estava no bar, quando um homem ficou "encoxando" a jovem na fila.

Ela tentou se retirar do local, mas o torcedor ficou lhe perseguindo.

O ato foi presenciado por um casal, que chamou a segurança particular do estádio, que conteve o torcedor. Ele foi barrado pela vigilância, mas conseguiu se soltar e se evadiu do local.

No mesmo dia, uma torcedora teve a sua mão mordida por se recusar a mostrar a foto de plano de fundo do seu celular para um homem. Na imagem, ela estava de biquíni.

Contra o Corinthians, dia 10, Débora Cotta, de 25 anos, que foi ao bar comprar uma cerveja, quando um homem veio em sua direção e lhe agarrou e deu um beijo à força.

Ela procurou a Polícia, que conseguiu capturar o momento do crime no sistema de vigilância do Mineirão. Em seu Twitter, ela desabafou.

"Eles conseguiram resgatar as imagens do assédio. O policial que me atendeu foi o mesmo que atendeu ao caso de assédio da semana passada, no jogo do Galo e Grêmio, no qual o Mineirão teve o mesmo descaso com a moça assediada", disse a torcedora.

"Nunca tinha passado por algo assim, e não desejo isso pra ninguém. Estou com um sentimento que não sei explicar. E o descaso do Mineirão com essa situação me deixou pior".

Comentários

Últimas notícias