Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

ITÁLIA

Robinho é condenado em última instância por estupro na Itália; veja a sentença

Julgamento de Robinho pela Justiça italiana foi realizado nesta quarta-feira (19)

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 19/01/2022 às 12:11
DIVULGAÇÃO/SANTOS
Última instância da Justiça italiana condenou Robinho - FOTO: DIVULGAÇÃO/SANTOS
Leitura:

Com informações do UOL Esporte

Condenado! Acusado de cometer violência sexual em grupo contra uma mulher albanesa - em 2013 -, o atleta Robinho foi condenado em última instância pela Justiça italiana, nesta quarta-feira (19), após ter recurso negado na Corte de Cassação de Roma.

O atacante, junto de Ricardo Falco - amigo de Robinho e também envolvido no crime -, foram condenados a nove anos de prisão. Com isso, a Justiça italiana poderá pedir a extradição dos dois. Entretanto, a constituição brasileira veta a extradição de brasileiros nato, sendo assim, a Itália poderá pedir que eles cumpram as penas em uma penitenciária no Brasil.

>> Robinho vive uma vida de luxo e ainda mantém vínculo com o Peixe; entenda

Por ser última instância, a condenação não cabe mais recurso e tem pena definitiva, com execução imediata.

Agora, é necessário que a Itália peça a transferência de execução da pena à Justiça brasileira e espere que o Supreto Tribunal de Justiça homologue a sentença do país europeu.

>> Cuca, Neymar, CR7...: Além de Robinho, confira outros atletas acusados de estupro

O Julgamento

Presidida pelo juiz Luca Ramacci, a corte foi composta por um colégio de cinco juízes, com audiência aberta ao público e que teve início às 6h30 (no horário de Brasília) e terminou depois de meia hora. A corte julgou outros 27 casos na sequência e só depois se reuniu para emitir a sentença.

Juiz relator, Aldo Aceto leu os recursos apresentados e deu a palavra aos advogados. A defesa da vítima foi breve e passou a palavra para a defesa de Falco, que logo passou para os advogados de Robinho.

>> Robinho vai para a prisão? Entenda o futuro do jogador condenado por estupro

Defesa do atleta, o advogado Franco Moretti tentou ser bastante ativo no julgamento: constestou as provas não aceitas em segunda instância além de tentar desqualificar o relato da vítima alegando familiaridade dela com o álcool.

Moretti chegou a se exaltar durante a fala ao declarar que a vítima estava "tocando os genitais" de Robinho e dos amigos. O advogado teve a atenção chamada por Moretti: "Advogado, estamos na Cassação, por favor", declarou.

Mesmo assim, o procurador Stefano Tocci pediu que o recurso fosse rejeitado, o que acabou acontecendo ao final da audiência.

O caso

Robinho e mais cinco amigos teriam estuprado uma jovem albanesa em um camarim de uma boate italiana - em Milão -, onde ela comemorava seu aniversário, segundo as investigações. O caso aconteceu em 22 de janeiro de 2013, quando o jogador atuava pelo Milan.

Ele foi condenado em primeira instância em dezembro de 2017. Os outros suspeitos deixaram a Itália ao longo da investigação e por isso a participação deles no ato é alvo de outro processo.

>> Caso Robinho: "Estou rindo porque não estou nem aí, ela estava bêbada", afirma o jogador, em gravação

Os advogados de Robinho afirmam que ele não cometeu o crime do qual é acusado e alegam que houve "equívoco de interpretação" sobre conversas interceptadas com autorização judicial, uma vez que alguns diálogos não teriam sido traduzidos de forma correta para o italiano.

Por conta da repercussão negativa deste caso e a pressão de patrocinadores e da opinião pública, o Santos suspendeu a contratação de Robinho em outubro.

Comentários

Últimas notícias