Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

NEGOCIAÇÃO

Presidente do Grêmio fala sobre status de negociação da saída de Douglas Costa

Romildo Bolzan Júnior deu mais detalhes sobre o processo de saída de Douglas Costa do Grêmio

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 27/01/2022 às 17:55
Reprodução/Twitter Bayern
O destino de Douglas Costa é o futebol dos Estados Unidos. - FOTO: Reprodução/Twitter Bayern
Leitura:
ESTADÃO CONTEÚDO 
O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Junior, afirmou que a saída do atacante Douglas Costa para o futebol dos Estados Unidos está "praticamente resolvida". A declaração ocorreu após a vitória do clube tricolor por 2x1 sobre o Caxias, em Porto Alegre, pela estreia no Campeonato Gaúcho.
De acordo com o presidente, não há cláusulas que impeçam o jogador de atuar no Brasil, apenas valores diferentes em caso de acerto com clubes no país ou no exterior. No entanto, o destino deve mesmo ser o Los Angeles Galaxy.
Segundo o mandatário, todas as partes já assinaram a documentação da rescisão - Grêmio, Douglas Costa e Juventus, da Itália, que havia cedido o jogador por empréstimo - e que o destino do camisa 10 deve mesmo ser Los Angeles. Romildo também negou que o clube tenha negociado uma cláusula na rescisão que impediria o atacante de atuar no futebol brasileiro.
"O assunto Douglas Costa está resolvido. Todas as partes assinaram. A última documentação que viria da Itália está resolvida e existem cláusulas de confidencialidade, mas uma situação era um negócio para fora e outra era um negócio para um clube brasileiro que se apresentasse para o concurso. Eram duas situações de pagamentos diferentes. Não sei como vai se confirmar, mas a tendência que vi praticamente se confirma a situação dos Estados Unidos", declarou o presidente gremista.
A saída de Douglas Costa se arrasta desde o fim da temporada passada, quando a relação se desgastou com a torcida. O jogador chegou a pedir desculpas nas redes sociais e afirmar que cumpriria o contrato. No entanto, nas últimas semanas, pela dificuldade de acerto entre as partes para o cumprimento do contrato, a saída se encaminhou.
"A situação se desenvolveu para a saída e foi consensual, uma saída que foi o natural. O desejo do jogador, creio eu pelos seus representantes, foi de saída, nós tínhamos uma possibilidade de ficar e várias vezes admitimos isso durante a negociação. Mas todas possibilidades foram examinadas. Por uma questão de respeito, o assunto está resolvido. Quero dizer à torcida que poderíamos contar com ele, mas do ponto de vista daquilo que tínhamos que fazer, responsavelmente o Grêmio fez. Pode ter crítica, mas fizemos o que tinha que ser feito", completou.
O Grêmio volta a campo neste sábado, quando enfrenta o Brasil-RS. A partida, válida pela segunda rodada do Gauchão, acontece no estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS), a partir das 16h30.
 

Últimas notícias