campanha

Cristo Redentor 'vestirá' jaleco em apoio a profissionais que atuam no combate ao coronavírus

Um ato de consagração também será realizado no local pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 12/04/2020 às 15:27 | Atualizado em 12/04/2020 às 16:10
Foto: Arquivo/Agência Brasil/ Tomaz Silva
O Cristo Redentor é um dos pontos turísticos mais visitados no Rio de Janeiro - FOTO: Foto: Arquivo/Agência Brasil/ Tomaz Silva
Leitura:

O Cristo Redentor que já "vestiu" a camisa do Flamengo, "fechou os braços" para abraçar a cidade e "ganhou pele para parecer vivo" vai usar, neste domingo (12), a partir das 19h, um jaleco médico. A novidade será realizada, assim como todas as outras foram, com projeções e faz parte do evento "FormouEsperança. A duração do espetáculo está prevista para 15 minutos e o público poderá acompanhar através do site do próprio evento.

A iniciativa convoca a população para gravar vídeos com mensagens positivas através das redes sociais, acompanhando a hastag #FormouEsperança. As publicações serão concentradas na página oficial da campanha.

A projeção do jaleco médico é para homenagear todos os trabalhadores que prestam serviços essenciais neste momento de combate ao novo coronavírus (covid-19), dos profissionais de saúde aos entregadores de serviço delivery, que ajuda a manter parte da população em casa. Uma mensagem de apoio em vários idiomas e com bandeiras dos países atingidos pelo vírus também será projetada no Cristo.

O padre Omar, reitor do Santuário Cristo Redentor também vai abençoar a cidade de dentro de um helicóptero, às 15h. Enquanto isso, os sinos das igrejas serão tocados.

Já à noite, às 19h, no Cristo Redentor, um ato de consagração do Brasil será realizado pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta. Ele vai pedir a proteção do Cristo Redentor contra a pandemia. A celebração antecederá a projeção de imagens no monumento e os atos religiosos serão transmitidos ao vivo, pelo canal no YouTube do Padre Omar e por outros meios de comunicação do Rio de Janeiro.

As doações para projetos sociais podem ser feitas pelo site do evento. Além disso, o próprio movimento vai doar cinco toneladas de alimentos não perecíveis para as instituições participantes.

Comentários

Últimas notícias