Retrato Falado

Polícia divulga possíveis disfarces de Lázaro Barbosa, serial killer do DF; veja imagens

Simulações foram realizadas pelo Instituto de Identificação/DPT

Agência Brasil Douglas Hacknen
Agência Brasil
Douglas Hacknen
Publicado em 16/06/2021 às 18:47
Notícia
DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa, feitas pela Polícia Civil do DF - FOTO: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
Leitura:

Foi divulgado, nesta quarta-feira (16), pela Polícia Civil do Distrito Federal, as projeções dos possíveis disfarces usados por Lázaro Barbosa, 32 anos, o serial killer do DF. As buscas já mobilizam mais de 200 policiais do estado de Goiás e do DF. Há oito dias, forças de segurança tentam localizar o homem, suspeito de assassinar quatro pessoas da mesma família, em Ceilândia (DF).

Atualmente ele está sendo procurado no povoado de Edilândia, no município de Cocalzinho de Goiás.

A Polícia Civil informou que as simulações foram realizadas pelo Instituto de Identificação/DPT, através de seu Laboratório de Representação Facial Humana. Os agentes solicitaram que as imagens fossem divulgadas para auxiliar nas buscas. As denúncias podem ser feitas através do Disque Denúncia 197 e contam com sigilo absoluto.

Confira as projeções

DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa, feitas pela Polícia Civil do DF - DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa, feitas pela Polícia Civil do DF - DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa, feitas pela Polícia Civil do DF - DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF
Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa, feitas pela Polícia Civil do DF - DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL DF

Mais de 200 agentes nas buscas

Em coletiva à imprensa nesta quarta-feira, o secretário de Estado da Segurança Pública de Goiás Rodney Miranda disse que as equipes só deixarão a região de Cocalzinho de Goiás, após a captura do foragido. A operação de busca é uma força-tarefa montada entre a SSP-GO e a SSP-DF, com apoio das polícias Rodoviária Federal e Federal.

“Não vamos sair do local enquanto não achá-lo. Não vamos deixar desguarnecida a nossa população. Precisamos controlar a ansiedade. Ele vai ser pego. Ontem nós chegamos muito perto e hoje vamos pegá-lo”, destacou Miranda.

“Nós temos equipes 24 horas por dia fazendo os cercos e dando proteção para os moradores”, disse. “Estamos nos reorganizando. Temos uma área um pouco menor para trabalhar. Não estamos descartando nenhuma informação que tem chegado. Tudo indica que ele ficou na mesma região”, acrescentou.

Nesta terça-feira (16), Lázaro fez uma família refém, mas foi surpreendido pela polícia. Houve troca de tiros, mas o suspeito conseguiu fugir novamente. Os três reféns estão bem. Na ação, um policial militar foi atingido de raspão no rosto e encaminhado de helicóptero para o Hospital de Anápolis. O policial recebeu alta e passa bem.

Segundo o secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda, as buscas continuam nesta quarta-feira, na zona rural do distrito de Edilândia.

Ao todo, as Secretarias de Segurança de Goiás e do Distrito Federal mobilizaram 200 agentes nas operações de captura do suspeito.

Lázaro é acusado de assassinar quatro pessoas da mesma família na última quarta-feira numa chácara do DF. Uma quinta vítima teria sido feita em Goiás. Ele ainda é investigado de balear três pessoas no último sábado, também no município de Cocalzinho de Goiás, onde se concentram as buscas. Ele já tem uma condenação por homicídio no Estado da Bahia e é também procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

 

Comentários

Últimas notícias