BUSCAS

Lázaro, o "serial killer do DF", fez cursos de 'empatia, sexualidade e se colocar no lugar das vítimas'

O 'serial killer do DF' também participou de formações voltadas às estratégias para "assumir, entender, mudar"

Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Do jornal Correio para a Rede Nordeste
Publicado em 18/06/2021 às 15:58
DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Lázaro Barbosa ficou conhecido como 'serial killer do DF' - FOTO: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL
Leitura:

Em 2013, quando esteve preso pelos crimes de roubo e estupro, Lázaro Barbosa participou de vários cursos para ressocialização, no Complexo Penitenciário da Papuda. Conforme informações do G1.

 >> Fim da caçada? Lázaro Barbosa, serial killer do DF, estaria cercado pela polícia

>> Gloria Perez faz críticas ao caso do serial killer Lázaro Barbosa: ''Está festejando''

Antes de passar do regime fechado para o semiaberto, em 2014, o maníaco fez cursos de "empatia, sexualidade e para se colocar no lugar das vítimas". Lázaro também participou "satisfatoriamente de todos os encontros do grupo de relações pessoais" e comum no estado de "bom comportamento".

Segundo relatório de 26 de setembro de 2014, ao deixar a Penitenciária II e passar para o Centro de Internamento e Reeducação (CIR) do presídio, Lázaro "estudado como temáticas relativas à Lei Maria da Penha e Estatuto da Criança e do Adolescente; sexualidade saudável e parafilias [fantasias sexuais] ".

O réu também participa de formações voltadas às estratégias para "assumir, entender, mudar; de empatia: colocar-se no lugar da vítima; compreensão de fatores de risco e fatores protetores".

Comentários

Últimas notícias