Descubra os lotes

Veja como saber se vacina AstraZeneca contra covid-19 que você tomou estava vencida

Imunizantes fora da validade teriam sido distribuídos para mais de 1.500 municípios de várias partes do Brasil

JC
JC
Publicado em 02/07/2021 às 15:20
Notícia
FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
Quem tomou uma vacina fora do prazo de validade deve tomar uma nova dose - FOTO: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

A informação de que milhares de doses vencidas da vacina AstraZeneca contra a covid-19 foram aplicadas em postos de vacinação de todo o País pegou a todos de surpresa nesta sexta-feira (2). Segundo levantamento feito pelo jornal Folha de S.Paulo com base em dados do Ministério da Saúde, até o dia 19 de junho, os imunizantes em questão foram usadas por mais de 1500 municípios de várias regiões do Brasil, sendo a cidade de Maringá, no Paraná, a localidade que vacinou mais pessoas com o produto fora da validade: 3.536.

Mas como saber se a vacina que você recebeu está nesta lista? Primeiramente é necessário verificar no cartão de vacinação qual o lote do imunizante aplicado em você. De acordo com as informações divulgadas hoje, os lotes vencidos seriam os seguintes:

4120Z001 - Vencimento em 29 de março
4120Z004 - Vencimento em 13 de abril
4120Z005 - Vencimento em 14 de abril
CTMAV501 - Vencimento em 30 de abril
CTMAV505 - Vencimento em 31 de maio
CTMAV506 - Vencimento em 31 de maio
CTMAV520 - Vencimento em 31 de maio
4120Z025 - Vencimento em 4 de junho

Conforme informações disponíveis no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, quem tomou uma vacina fora do prazo de validade deve tomar uma nova dose pelo menos 28 dias depois do imunizante administrado de maneira errada. Se isso ocorreu com você, é necessário que você se dirija até um posto de vacinação para que o município repasse orientações detalhadas sobre o procedimento a ser adotado no seu caso.

O que diz a SES-PE

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou que já entrou em contato com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-PE) para acionar as cidades que tiveram registro no sistema de aplicação de doses vencidas. O objetivo é fazer com que o gestor municipal, responsável pela aplicação das doses na população, avalie os casos, para verificar se a informação procede ou se foi erro de digitação. Além disso, ele deverá fazer a busca ativa das pessoas que efetivamente foram imunizadas com doses fora da validade.

No texto, o órgão também afirmou que, em cada entrega de vacina, são repassadas notas fiscais nas quais constam informações sobre o lote e data de vencimento. "O Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) reforça constantemente com as cidades a importância de manter o monitoramento dos estoques, para evitar situações como essa, além de manter diálogo e reuniões periódicas para reforçar as ações de segurança e qualificação para o processo de imunização.", disse trecho da nota.

Cidades negam

Municípios brasileiros estão negando que tenham aplicado doses fora da validade da vacina da AstraZeneca contra a covid-19. As administrações alegam que trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde. 

"No começo da vacinação, a transferência de dados demorava a chegar no Ministério da Saúde, levando até dois meses. Portanto, os lotes elencados são do início da vacinação e foram aplicados antes da data do vencimento", explica Marcelo Puzzi, secretário de Saúde de Maringá, cidade paranaense que lidera a relação de supostas imunizações com doses fora da validade, com 3.536 pessoas vacinadas.

Em Pernambuco, além de Ipojuca, cidades como Recife e Caruaru já se posicionaram, negando irregularidades. Confira abaixo a lista de cidades pernambucanas que enviaram notas à imprensa a respeito do caso:

Recife

Segundo a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau), as últimas doses do lote 4120Z005, cujo prazo de validade era 14 de abril, foram ministradas na cidade até o dia 25 de fevereiro. Ainda de acordo com a secretaria, houve um erro durante o registro das duas doses no sistema do Ministério da Saúde. A capital de Pernambuco teria aplicado duas doses vencidas.

  • Íntegra da nota

A Secretaria de Saúde do Recife explica que nenhuma dose de vacina contra covid-19 foi aplicada fora do prazo de validade. As últimas doses do lote 4120Z005, cujo prazo de validade era 14 de abril, mencionado pela reportagem da Folha de São Paulo foram ministradas, na cidade, até o dia 25 de fevereiro. A Secretaria esclarece ainda que houve um erro durante o registro de duas doses no sistema do Ministério da Saúde.

Caruaru

A Secretaria de Saúde de Caruaru, no Agreste pernambucano, informou que na data do vencimento do lote  todas as doses já tinham sido aplicadas. O órgão justificou ainda que a informação de que a cidade aplicou 36 doses fora de validade trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que já está sendo corrigido.

  • Íntegra da nota

A Secretaria de Saúde de Caruaru esclarece que o lote 4120z005 foi o primeiro lote de AstraZeneca a chegar no município. O recebimento aconteceu no dia 26 de janeiro de 2021. No dia 14 de abril de 2021, data de vencimento do lote, todas as doses já tinham sido aplicadas entre os dias 26/01 e 03/03. As 36 doses que contam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que já está sendo corrigido.

Ipojuca

Em publicação nas redes sociais, a Prefeitura de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, informou que o município não realizou vacinação fora da validade.  A Secretaria de Saúde identificou foi um atraso de digitação das informações no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI). A prefeitura justificou que a informação de que 279 que teriam sido aplicadas com atraso não procede.

  • Íntegra da nota

Diferente do que foi publicado no Jornal Folha de S.Paulo, neste 02 de julho de 2021, o município do Ipojuca NÃO realizou vacinação fora da validade. Os lotes foram enviados à Ipojuca nas seguintes datas:

- Lote 4120Z005 recebido em 26/01/2021 teve a sua totalidade concluída muito anterior ao prazo de validade que era de 14/04/2021.

- Lote 4120Z025 recebido em 26/02/2021 teve sua aplicação concluída bem antes da validade que era 04/06/2021.

O que identificamos foi um atraso de digitação das informações no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI). Ipojuca tem se destacado no estado pela eficiência da aplicação das doses, sendo no último dia 21/06 considerado o município da Região Metropolitana do Recife (RMR) que aplicou de forma mais imediata as vacinas recebidas, matéria inclusive em diversos veículos de comunicação.

Portanto, aos ipojucanos, a Prefeitura esclarece que TODAS as doses no municipio foram aplicada dentro do prazo de validade. Lamentamos qualquer tipo de publicação jornalistica sem a checagem da informação prévia.

Bezerros

A Secretaria de Saúde de Bezerros, no Agreste confirmou o recebimento de 600 doses do lote de vacina Oxford/AstraZeneca. Porém, disse que nenhuma dose foi aplicada após esse período de validade. Bezerros teria aplicado uma dose do imunizante vencido.

  • Íntegra da nota

A Secretaria de Saúde de Bezerros informa que recebeu 600 doses do lote de Nº 4120Z005, do imunizante Astrazeneca, em 27 de janeiro de 2021, conforme consta no Sistema do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. A aplicação das doses, desse lote, ocorreu no período entre os dias 28 de janeiro e 01 de março de 2021. Não havendo, portanto, nenhuma dose aplicada após esse período. A dose do imunizante, supostamente aplicada fora do prazo de validade, trata-se, na verdade, de um erro de informação no sistema do Ministério da Saúde. O erro já foi corrigido.

Rio Formoso

No município do Rio Formoso, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, a Secretaria Municipal de Saúde informou que as 36 doses que constam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que está sendo corrigido.

  • Íntegra da nota

A Secretaria Municipal de Saúde de Rio Formoso esclarece que o lote 4120z005 foi o primeiro lote de Astrazeneca a chegar no município, o recebimento aconteceu no dia 26/01/2021.

No dia 14/04/2021, data de vencimento do lote, todas as doses já haviam sido aplicadas entre os dias 28/01 e 26/02/2021.

As 36 doses que constam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que está sendo corrigido.

Rio Formoso tem se destacado no Estado de Pernambuco pela eficiência na aplicação de doses. Portanto, aos rioformosenses, a Prefeitura esclarece que todas as doses no município foram aplicadas dentro do prazo de validade. Lamentamos qualquer tipo de publicação jornalística sem a checagem da informação prévia.

Sirinhaém

Em Sirinhaém, também na Zona da Mata Sul, a prefeitura alegou que PNI municipal confere rigorosamente a validade dos imunizantes, por isso, não aplicou vacina fora da validade nos munícipes. De acordo com dados do MS, a cidade teria aplicado 24 doses vencidas. A prefeitura justificou que dados nasceram de um erro no Sistema Nacional de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI) da Pasta Federal.

  • Íntegra da nota

Sirinhaém não aplicou doses vencidas de vacina! Informamos que o PNI municipal confere rigorosamente a validade de nossos imunizantes.

A informação equivocada de que foram ministradas doses vencidas nasceu de um erro no Sistema Nacional de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI) sob responsabilidade do Ministério da Saúde.

Seguimos em frente, independente de qualquer percalço, cuidando e protegendo a nossa população.

Carnaíba

  • Íntegra da nota

Carnaíba recebeu dois dos lotes anunciados com problema de vencimento, porém os mesmos foram administrados dentro do prazo de validade.

Recebemos os lotes 4120Z005 com validade para 14/04/2021 em 27 e 29/01,
e essas doses foram utilizadas nos dias 27 de janeiro a 15 de fevereiro .

Já o lote CTMAV505 com validade 31/05/2021, foi utilizado nos dias 29 de março e 07 abril.

Portanto, todas as doses desses lotes foram administradas dentro do prazo da validade. Ressaltamos que todas as doses de vacina recebidas pelo município são administradas logo em seguida do seu recebimento.

Após o MS divulgar a relação dos municípios que estariam com esse problema, verificamos os registros manuais feito pelos vacinadores e confrontos com as informações do sistema e identificamos que houve erro no registro de algumas doses.
Essas informações já estão sendo corrigidas.

O erro no registro das doses ocorreram na digitação de 9 doses de vacina da UBS do povoado de Serra Branca e 1 dose da UBS do Distrito Ibitiranga.

REUTERS/Henry Nicholls/
ESTUDO Delta foi a variante que deu mais trabalho para o sistema imune, o que torna vacinas mais necessárias - FOTO:REUTERS/Henry Nicholls/

Comentários

Últimas notícias