tubarão

Turista francês leva mordida de tubarão quando nadava em praia de Ubatuba, São Paulo; este é 1° ataque em 30 anos

Turista estava nadando com água pela cintura, próximo da faixa de areia da praia, que fica fora da área urbana, quando sentiu algo na perna direita

Estadão Conteúdo
Cadastrado por
Estadão Conteúdo
Publicado em 09/11/2021 às 15:18 | Atualizado em 09/11/2021 às 15:18
Instituto Argonauta / Divulgação
Foi o primeiro registro de acidente envolvendo tubarão nos últimos 30 anos na localidade - FOTO: Instituto Argonauta / Divulgação
Leitura:
Um turista francês de 39 anos foi mordido por um tubarão quando nadava na Praia do Lamberto, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. O homem sofreu ferimentos profundos na perna e precisou de atendimento hospitalar. O caso aconteceu no dia 3 deste mês. O turista já retornou para a França, mas parentes relataram o episódio em redes sociais. Conforme o Instituto Argonauta, que confirmou a origem dos ferimentos, o caso é muito raro na região e não acontece há pelo menos 30 anos.
Segundo a postagem, o homem estava nadando com água pela cintura, próximo da faixa de areia da praia, que fica fora da área urbana, quando sentiu algo na perna direita. Ele não chegou a ver o tubarão, mas gritou pedindo ajuda. A vítima apresentava cortes profundos e longos, com até dez centímetros, acima do tornozelo.
O turista foi levado para Ubatuba e, em seguida, para um hospital de Caraguatatuba. Ele estava no Brasil para uma festa de casamento e aproveitou o feriado de Finados para ir para a praia.
O caso chegou ao Instituto Argonauta, que atua em conservação costeira, mas inicialmente os pesquisadores descartaram o ataque como sendo de tubarão. A hipótese aventada foi de ataque de moreia, peixe de corpo alongado, dotado de fortes dentes. Após ouvir mais relatos da família e analisar novas imagens, o especialista Otto Bismark, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), confirmou a dentada do tubarão. Não foi possível, no entanto, identificar a espécie do animal.
Em nota, o instituto informou que, embora várias espécies de tubarão frequentem o litoral da região, o ataque a uma pessoa é um caso isolado e raro. "Não temos conhecimento de registros de acidentes envolvendo humanos nos últimos trinta anos. Trata-se, portanto, de uma situação isolada, que não deve causar preocupação na população", informou.
 

Últimas notícias