Astronomia

Saiba tudo sobre o eclipse lunar de 19 de novembro de 2021

Os horários para observar o fenômeno variam de acordo com a localização

Ana Maria Miranda Emannuel Bento
Ana Maria Miranda
Emannuel Bento
Publicado em 15/11/2021 às 8:25
wenzlerdesign/Pixabay
Eclipse lunar poderá ser visto a olho nu no Brasil - FOTO: wenzlerdesign/Pixabay
Leitura:

O dia 19 de novembro de 2021 será marcado por um eclipse lunar parcial; o último do ano. O fenômeno poderá ser visto a olho nu na Austrália, nas Américas do Norte e do Sul e em parte da Ásia e Europa.


O eclipse deverá esconder 97% do satélite natural e será o mais longo do século. A Lua entrará na sombra externa da Terra às 3h02 e o ponto máximo do eclipse deve ocorrer às 6h02. Entretanto, nesse horário, a Lua estará abaixo do horizonte, desta forma, será possível fazer a observação por volta das 4h18, quando o satélite começará a ficar com uma cor mais escura.

De acordo com informações da agência espacial norte-americana (Nasa), o eclipse irá durar cerca de 3 horas e 28 minutos. No Brasil, o fenômeno poderá ser visto por cerca de 2h. Os horários variam de acordo com a localização de cada estado.

Em São Paulo, por exemplo, começará às 3h e seguirá até pouco depois das 5h. Já em Manaus, começará às 2h, acabando depois das 5h40. As condições climáticas também podem impactar na observação do evento.

O eclipse lunar poderá ser visto de Pernambuco, de acordo com o Espaço Ciência. Segundo dados da plataforma "Time and Date", o eclipse parcial poderá ser visto do Recife a partir das 03h02, com eclipse máximo por volta das 04h46 e final às 4h51, totalizando cerca de 1h50. A plataforma transmitirá o fenômeno ao vivo.

Por que ocorrem os eclipses?

Os eclipses lunares ocorrem quando a Lua, o Sol e a Terra se alinham brevemente, bloqueando os raios solares que costumam chegar à superfície do satélite natural do planeta. Isso gera uma sombra que encobre a Lua pouco a pouco. Na madrugada do dia 19, a sombra terrestre esconderá 97% da Lua Cheia, por isso o fenômeno é chamado de "eclipse parcial".

Também é possível que o satélite natural fique vermelho, fenômeno conhecido como "Lua de Sangue". A tonalidade do vermelho dependerá da poluição, das nuvens e detritos na atmosfera da Terra. Quando um eclipse total ocorre logo após uma erupção vulcânica, por exemplo, as partículas na atmosfera farão a Lua parecer mais escura do que o normal.

Confira o passo a passo do eclipse no Recife:

03h02
Eclipse penumbral começa
A penumbra da Terra começa a tocar a face da lua.

04h18
Eclipse parcial começa
O eclipse parcial da lua começa. Ela estará próxima ao horizonte, portanto, é recomendado ter visão livre para oeste-noroeste.

04h47
Eclipse máximo no Recife
Este é o momento em que o eclipse atinge sua maior magnitude enquanto a Lua inteira está acima do horizonte no Recife. O verdadeiro ponto máximo desse eclipse não pode ser visto no Recife porque a Lua está abaixo do horizonte neste momento. Por isso, é recomendado ir a um ponto alto ou com visão livre no sentido oeste-noroeste.

04h51
Pôr da lua
A combinação de uma lua muito baixa e a fase de eclipse total torna a Lua tão escura que pode desaparecer de vista algum tempo antes de se pôr.

Comentários

Últimas notícias