clima

São Paulo teve madrugada mais fria do ano nesta quarta-feira (18). Veja temperatura

Sensação térmica foi de temperatura negativa na região do Aeroporto de Congonhas

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 18/05/2022 às 11:34 | Atualizado em 18/05/2022 às 11:41
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Baixas temperaturas atingem várias regiões do Brasil - FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Leitura:

Com informações de agências

A cidade de São Paulo teve a madrugada mais fria do ano nesta quarta-feira (18). A onda de frio que atinge o Brasil baixou as temperaturas da capital.

Dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), marcados na estação do Mirante de Santana, em São Paulo, apontam para uma temperatura de 7°C, às 6h.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências, durante a madrugada, a sensação térmica chegou a -4°C na região do Aeroporto de Congonhas, na zona sul.

Este já é considerado o mês de maio mais frio em São Paulo desde 1990. O inverno só começa oficialmente no Hemisfério Sul em 21 de junho.

Antes, o dia mais frio do ano em São Paulo tinha sido em 16 de abril, quando os termômetros marcaram 13,1°C.

Desde 2004, a menor temperatura média registrada pelo CGE em São Paulo foi em 30 de julho de 2021, com 3,2° C. Na mesma data, a temperatura mais baixa foi em Parelheiros, extremo sul, quando os termômetros marcaram -3º C.

Nesta quarta-feira (18), a temperatura não deve passar de 14°C. Os ventos podem superar a velocidade de 50 quilômetros por hora, aumentando a sensação de frio.

Na quinta (19), o frio deve continuar, com as temperaturas variando entre mínima de 7° C e máxima de 16° C.

Abrigo

Devido ao frio, a Prefeitura de São Paulo anunciou a criação de mais de 2 mil vagas de abrigo para pessoas em situação de rua na na rede socioassistencial durante as noites mais frias. Hoje, existem 15.116.

Além disso, a gestão municipal promete que irá montar dez tendas de atendimento à população em situação de rua sempre que a temperatura ficar abaixo dos 10ºC. Haverá ainda a busca ativa de pessoas durante noites e madrugadas frias.

Comentários

Últimas notícias